O PENTÁGONO NEGOCIA COM ROSOBORONEXPORT A COMPRA DE MI-17 PARA O AFEGANISTÃO.


O Mi-17 é um helicóptero de uso múltiplo, conserva o codinome ‘Hip-H’, para relacionar a sua derivação do Mi-8. Foto: wk.kstu.kz
 O Pentágono mantem negociações diretas com a companhia estatal russa Rosoboronexport de exportação de armamentos, na intenção de comprar um lote de helicópteros Mi-17 que se destinarão ao Afeganistão, informa o último número do semanário militar estadonidense Defense News.

 “É do interesse de nossas tropas estabelecer com os fabricantes de armamento militar russos as mesmas relações que mantinhamos com a companhia Boeing, que produz os helicópteros Chinook, ou a empresa Sikorsky Aircraft, que fabrica os helicópteros Black Hawk”, indicou em entrevista ao semanário, Bert Vergez, chefe de projetos do Exército Americano para uso de uma não padronizada aviacão de helicópteros.

 As negociações sem intermediários ocorreram após o governo dos Estados Unidos ter cancelado em maio passado as sanções unilaterais contra várias companhias russas, inclusive a Rosoboronexport.

 Essas sanções foram introduzidas por Washington com o pretexto da violação da lei americana de não proliferação de armas de destruição em massa com respeito ao Irã, Coréia do Norte e Síria ou da violação dos regulamentos internacionais de controle.

 Os helicópteros Mi-17, segundo as declarações do Pentágono, devem ser uma parte das Forças Aéreas do Afeganistão, e já que estas máquinas tem demonstrado sua efetividade em terrenos altos os afegãos conhecem os modos de sua operação.

 O Mi-17 (versão avançada do conhecido veterano Mi-8) é um modelo de helicóptero multifuncional de carga média, capaz de operar em qualquer condição meteorológica e com autonomia de 1.000 kilômetros.