Eurofighter prevê novo caça para Brasil-Turquia em 2025.


SONY DSC

Como parte de sua apresentação KF-X na Mostra Aeronáutica de Seul em 21 de Outubro, a Eurofighter por sua representante Cassidian apresentou um gráfico fascinante com uma previsão de mercado para caças.

Há algumas afirmações questionáveis, como se poderia esperar de uma previsão sobre as decisões do fabricante. Eurofighter, é claro, prevê que o Dassault Rafale perde nos Emirados Árabes Unidos e na Índia. O Boeing F/A-18E/F Super Hornet se junta a linha de produção da Lockheed Martin F-22 e o Boeing F-15E aos livros de história em 2017, de acordo com a Eurofighter. Curiosamente, Eurofighter aceita que todas as 3.100 unidades do Lockheed F-35s são comprados, embora o gráfico fecha a linha de produção de cinco anos no início de 2030.

Mas o mais fascinante de tudo é o que Eurofighter pensa que vai acontecer no Brasil e na Turquia. (Veja faixa azul escura na parte inferior esquerda do gráfico). Estes dois países unem forças para introduzir um novo caça em 2025, juntando-se a uma lista crescente de projetos nativos já iniciados na China, Índia, Japão e Coréia do Sul, segundo as previsões de Eurofighter.

Esta afirmação pode ter vindo como um choque para os sul-coreanos na sala. Eles estão contando com a adesão da Turquia no programa KF-X e sua contribuição com 20% dos custos de desenvolvimento, e a divisão de 40% do projeto de lei com a Indonésia.

Brasil e Turquia ambos expressaram enorme desejo de se libertar da dependência de fornecedores estrangeiros de caças, mas não estávamos conscientes de um possível programa conjunto. Se o Brasil e a Turquia têm a intenção de introduzir um novo caça em 2025, provavelmente eles vão começar a trabalhar no projeto dentro dos próximos anos.

Autor: Stephen Trimble

Fonte: http://www.flightglobal.com/blogs/the-dewline/2011/10/eurofighter-forecasts-new-braz.html