Envio de mísseis russos para a Síria preocupou Washington.


As autoridades de Israel alertaram Washington sobre a séria apreensão que lhes suscita a intenção da Rússia de vender à Síria mísseis de defesa antiaérea S-300, armas essas que reforçariam significativamente a defesa antiaérea deste país envolvido numa guerra civil, alega The Wall Street Journal. Segundo o jornal estadunidense, esta informação preocupou os responsáveis de Washington.

Lembre-se que a guerra civil na Síria foi discutida, nesta semana, em Moscou por Serguei Lavrov e John Kerry. No final das conversações, os chefes das diplomacias russa e americana declararam se terem entendido sobre a intenção de tentarem sentar os rebeldes e os representantes do governo de Bashar Assad à mesa das negociações.[1]

Síria responderá com mísseis ao próximo ataque israelense

O canal de televisão libanês Al Mayadeen, ligado ao movimento islamista Hezbollah, anunciou que as autoridades sírias ordenaram grupos palestinos clandestinos nas colinas de Golã para começarem a agir contra Israel.

O canal também informou que os mísseis sírios agora estão apontados para Israel. O canal afirma que em caso de qualquer nova violação israelense da soberania da Síria será lançado um ataque de mísseis contra Israel.[2]

Fontes:

[1] http://portuguese.ruvr.ru/2013_05_09/alerta-de-israel-sobre-misseis-russos-para-siria-preocupou-washington/

[2] http://portuguese.ruvr.ru/2013_05_06/S-ria-responder-com-m-sseis-ao-pr-ximo-ataque-israelense/