Iniciam-se os exercícios militares russo-chineses no Mediterrâneo.


Cruzador russo Pedro, o grande.

Os exercícios com a participação do cruzador Pedro o Grande da Armada russa e o barco de guarda chinês Yancheng começaram nesse sábado no Mediterrâneo, informou o Ministério de Defesa da Rússia.

“Os exercícios se iniciaram com o acercamento dos navios com a ajuda de lanchas de alta velocidade e o intercâmbio de oficiais de enlace. Logo as tripulações começaram as manobras conjuntas dirigidas, por turnos, pelos comandantes russo e chinês”, indicou o serviço de imprensa acrescentando que os chineses solicitaram também que os marinheiros russos lançassem uma cortina de fumaça.

O ministério informou que se realizarão vôos de helicópteros tripulados que pousarão nos navios dos sócios.

Nos treinamentos de defesa aérea pela primeira vez os helicópteros serão usados também para simular objetivos.

“É a primeira vez que as Armadas dos dois países interagem desta forma. As partes vêm seu objetivo no incremento da competitividade operacional entre os navios militares russos e chinêses durante ações conjuntas na parte leste do Mediterrâneo”, segundo o ministério.

O plano dos exercícios se acordou em julho passado durante a visita de uma delegação do Yancheng ao Pedro o Grande precedida pela subida de um grupo do comando do navio russo ao navio chinês.

Os navios militares russos e chinêses iniciaram sua cooperação no último 7 de janeiro na ocasião de uma operação para garantir a segurança do transporte das armas químicas sírias no Mediterrâneo.

Fonte: http://sp.ria.ru/Defensa/20140125/159068524.html