Rússia terá um sistema de inteligencia militar global.


Sala com os paíneis de acompanhamento do sistema de navegação russo GLONASS.

O titular de Defesa da Rússia, Serguéi Shoigu, discutiu com o alto comando um sistema de inteligencia militar global que funcionaria em um espaço informatizado único, escrive Rossiyskaya Gazeta.

O ministro abordou um tema importante porque a guerra moderna é momentânea e não espera tempo para estar analizando “à antigua” os dados sobre o inimigo.

Ultimamente o ordenador é o que decide quando e onde vai atacar às forças inimigas. Por esta razão o departamento militar russo está criando um subsistema de inteligencia dentro do mando automatizado das Forças Armadas.

“Deverá unificar os meios de comando e inteligencia já existentes e em desenvolvimento. Como resultado, se garantirá uma melhor interação entre os mandos militares em beneficio das forças táticas e estratégicas”, disse Shoigu.

Outro tema da reunião foi a modernização do Exército. De acordo com o Programa de Armamento, as tropas russas deverão renovar seus arsenais ao menos em uns 70% até 2020. O Ministério da Defesa já elaborou o calendário de entregas de armamento e formação de pessoal.

“Agora, só deve cumprir este calendário e evitar os atrasos”, resumiu o ministro russo da Defesa.

Defesa aperfeiçoará a comunicação via satélite para a cúpula militar da Rússia

O Ministério da Defesa da Rússia trabalha no desenvolvimento de um sistema de comunicações via satélite que garantirá uma maior confidencialidade da comunicação para a cúpula militar do país, informou o subjefe da Direção Geral de Comunicações do Exército russo, general Jalil Arslanov.

“O departamento militar russo iniciou em 2012 a criação de um sistema de comunicações via satélite de terceira etapa, que deverá garantir as comunicações de alta confidencialidade e oferecer um melhor nivel de proteção contra interferências”, disse Arslánov numa roda de imprensa.

Comentou que o novo sistema de comunicação por satélite também se utilizará para o intercâmbio de informação em sistemas técnico-militares e em sistemas automatizados de mando de tropas.

Assim mesmo comunicou que o equipamento do ‘soldado do futuro’ russo incluirá um tablet com os sistemas de posicionamiento global GLONASS e GPS.

Infográfico comparativo GPS e GLONASS.

“O tablet assegurará ao ‘soldado do futuro’ uma melhor navegação, orientação, designação de objetivos e o controle de armamento, como também incrementará suas capacidades de combate”, destacou o chefe militar russo.

Fonte: Ria Novosti