Na Criméia 93% dos cidadãos querem ser parte da Rússia.


No referendo livre realizado hoje na Crimeia, sondagens mostram que cerca de noventa e três por cento dos cidadãos desejam fazer parte da Federação da Rússia, contra cerca de sete por cento que desejam continuar a fazer parte da República da Ucrânia.

As perguntas no referendo foram:

1. Separar-se da Ucrânia para fazer parte da Federação Russa.

2. Continuar a fazer parte da Ucrânia e desfrutar de um maior grau de autonomia.

O comparecimento às urnas foi de oitenta e cinco por cento da população da Criméia.

A seguir: O Parlamento russo vai votar dentro de aproximadamente 30 dias, o pedido da Criméia para se juntar à Federação Russa.

Plebiscito: Crimeia pedirá oficialmente reunificação com a Rússia.

O primeiro-ministro Sergei Akyosnov fez a declaração após o referendo que deu a vitória aos pró-russos , segundo pesquisas de boca de urna divulgadas pelas autoridade

Simferopol (Ucrânia) (AFP) – A Crimeia pedirá oficialmente na segunda-feira sua reunificação com a Rússia, anunciou neste domingo o primeiro-ministro Sergei Akyosnov pelo Twitter, após o referendo que deu a vitória aos pró-russos, segundo pesquisas de boca de urna divulgadas pelas autoridades.

“O Parlamento da Crimeia se reunirá na segunda-feira em sessão extraordinária para adotar uma candidatura oficial de integração à Federação da Rússia”, acrescentou Aksyonov.

Uma delegação oficial do Parlamento viajará no mesmo dia à Rússia, declarou, sem informar o objetivo da visita. “Queremos avançar o mais rápido possível, mas observando todos os procedimentos legais”, segundo o primeiro-ministro pró-russo.

Fonte: Pravda.ru