Mísseis intercontinentais russos serão protegidos por robôs.


Local de lançamento n.º 175 das Forças de Mísseis Estratégicos (RVSN) no cosmodromo “Baikonur” antes de iniciar um míssil balístico intercontinental (ICBM) SS-18 ‘Stiletto’ (UR-100N UTTH).

As Forças de Mísseis Estratégicos (RVSN, na sigla em russo) procederam a um estudo de questões relativas à implementação do sistema robótico móvel que está sendo desenvolvido para a proteção e defesa de instalações das RVSN.

O sistema é destinado à realizar o reconhecimento a nível de exército, apoiar o fogo de pequenas unidades, assim como detectar e destruir alvos tanto fixos como móveis.

Dotado de estações de reconhecimento eletroóptico e radiogoniométrico, o sistema tem a capacidade de apontar armas, monitorar e destruir alvos em modos de controle automático e semiautomático.1

Teste do míssil balístico Topol-12 M.

A Rússia realizou um teste de lançamento de um míssil balístico intercontinental de última geração do tipo RS-12M Topol, na área especial perdo da cidade Astrakhan. Os mísseis Topol, que entraram em serviço das Forças Estratégicas de Mísseis da União Soviética em 1988, têm três períodos, funcionam com combustível sólido e podem abater alvos a distâncias de até 10 mil quilômetros. 2

Fonte: [1]Voz da Rússia. [2] Fotos: Pravda.Ru