Nova Ordem Mundial será criada por China, India e Rússia?


Os países desenvolvidos estão começando a ceder posições aos países em desenvolvimento nos indicadores econômicos. Já é possível por em dúvida inclusive as próprias definições de ‘desenvolvido’ e ‘em desenvolvimento’, opina o analista Rakesh Krishnan Simha, do periódico ‘Rússia & India Report’.

De acordo com o autor, o informe anual do FMI confirmou que o futuro pertence aos BRICS. Quanto à fortaleza das economias ocidentais, indica que está diminuindo inclusive mais rápido que o estimado previamente. Segundo os dados do FMI, China tem arrancado com uma velocidade incrível na economía mundial e tem desbancado os EUA, que anteriormente aparecia como a primeira potência econômica do planeta. A Índia ocupa o terceiro lugar, a frente do Japão. No ‘top 10’ também se encotram Alemanha, Rússia, Brasil, França, Indonésia e o Reino Unido. Os quatro países do bloco BRICS estão entre os mais fortes, segundo o analista.

Além disso, o autor explica que, no cálculo nominal em dólares dos EUA, a economia chinesa seguirá sendo menor que a economia norte-americana expressada também em dólares. Porém, ao calcular o produto interno bruto em paridades de poder adquisitivo (PIB em PPA), o PIB da China cresce a 17,6 bilhões de dólares, enquanto que o PIB em PPA dos EUA é ligeiramente inferior: 17,4 bilhões de dólares. Com isso, o analista conclui que o cálculo do PIB em PPA nos dá “uma imagem mais realista da atividade econômica” e permite comparar de maneira mais precisa o tamanho das economias.

O autor recorda que nos anos 1990, quando a União Soviética estava a beira do colapso, o Ocidente se mostrava triunfante ao declarar que o PIB total dos países do G7 somava 12 bilhões de dólares, uma cifra superior ao PIB das sete maiores potências emergentes na época: China, Índia, Rússia, Brasil, Indonésia, México e África do Sul. No entanto, no ano de 2013 os mesmos sete Estados já tinham um PIB total 3 bilhões de dólares acima dos do G7.

Quanto mais o Ocidente tenta expulsar a Rússia mais esta estabiliza sua economia!

A China, indica o analista, cresce apesar de todas as expectativas dos especialistas ocidentais. Enquanto a India, a maior empresa de serviços financeiros do mundo, Citi Group, previu que para o ano de 2050 a India se converterá na primeira economia do mundo com um PIB de 85 bilhões de dólares. A China ocupará o segundo lugar com um PIB de 80 bilhões, acreditam os economistas.

Continuando, o autor aponta que, segundo informação do FMI, a Rússia terá superado o Brasil e estará só alguns milhares de dólares atrás da Alemanha.

Fonte: http://actualidad.rt.com/economia/view/145089-nuevo-orden-mundial-china-india-rusia