EUA cria um novo caça para superar os caças T-50 e J-20 de quinta geração.



EUA destina fundos para o avião de combate de sexta geração.

O Departamento de Defesa dos EUA incluirá em seu projeto de orçamento para o ano fiscal 2016 o desenvolvimento do avião de combate de sexta geração para substituir o caça F-35 Lightning II.

De acordo com o subsecretário de Defesa e encarregado de compras do Pentágono, Frank Kendall, os fundos serão criados para os trabalhos de I+D e o desenvolvimento de um protótipo da aeronave chamada “X-plane de nova geração” informa Reuters.

Kendall não precisou do orçamento destinado para esta fase inicial do programa. Segundo ele, o desenvolvimento do caça-bombardeiro ocorrerá pela “iniciativa de inovação aeroespacial”, que deve garantir a superioridade da Força Aérea dos EUA como contraponto ao desenvolvimento de aviões Stealth de quinta geração por parte da China e de “outros países”.

Além do programa de desenvolvimento de um caça de nova geração, o Departamento de Defesa de Estados Unidos tem previsto destinar fundos para o motor a reação do avião de combate futurista.

Kendall disse que ainda não está claro se o novo avião seria tripulado ou não. O funcionário acrescentou que tem se verificado ultimamente avanços promissores na tecnologia hipersônica, mas que não seria prático construir um avião tão grande como um caça-bombardeiro utilizando essa tecnologia.

O projeto de investigação para aviões de combate de sexta geração aconteceu nos últimos anos sob o patrocínio da agência DARPA. O comando da Força Aérea dos Estados Unidos anunciou que o novo avião de combate poderia entrar em serviço não antes da década de 30. Atualmente, os militares estão envolvidos no desenvolvimento de tecnologias que podem ser utilizadas no desenvolvimento da aeronave, assim como na elaboração dos requisitos técnicos do caça futurista.

Espera-se que no projeto participem as empresas Lockheed Martin, Boeing e Northrop Grumman. 1


Veja também: Comparação dos aviões de combate modernos.

Os caças de quinta geração de Rússia e China são as máquinas mais perfeitas para o combate no ar, e aos EUA não será tarefa fácil fabricar um avião capaz de comparar-se com os T-50 e J-20, divulgou ‘The National Interest’.

Estados Unidos desenvolve o avião caça de sexta geração F/A-XX com o objetivo de aproximar seu desenvolvimento ao avião russo T-50 (PAK FA) e ao avião chinês Chengdu J-20, que atualmente são consideradas as máquinas mais invulneráveis no âmbito da aviação militar, escreve o analista militar dos EUA, Dave Majumdar, em um artigo para ‘The National Interest’.

“Quando se vê um T-50 da Rússia ou um J-20 da China e suas modernas tecnologias de mísseis, fica claro que nosso predomínio [dos EUA] diminui”, cita o autor do artigo a um funcionário senior das forças armadas dos EUA.

Os desenvolvedores do F/A-XX enfrentam uma tarea difícil, a de combinar as características da aeronave, que permitam evitar o ataque durante uma batalha aérea e garantam sua grande potência. Os especialistas acreditam que as exigências técnicas do F/A-XX podem concentrar-se na melhora de sua eficiência na defesa aérea da frota, e não no lançamento de ataques, escreve Majumdar. 2

F/A-XX, o caça de sexta geração da Boeing.

Semelhante à versão anterior, o modelo atualizado F/A-XX necessita de cauda —tipo canard— e tem sido desenhado para operar com ou sem piloto, dependendo do tipo de missão. Este caça pode alcançar velocidade de cruzeiro supersônica, igual ao avião F-35 Lightning II. 

Diferentemente dos protótipos anteriores, o F/A-XX também está equipado com estabilizador dianteiro horizontal, o que acentua sua capacidade para burlar radares. O F/A-XX tem sido concebido para desenvolver-se com sigilo e versatilidade em missões em áreas fechadas ou zonas onde as manobras estão proibidas ou restringidas.

Boeing já informou que com seu modelo F/A-XX pretende substituir até 2030 os aviões de combate de quarta geração F/A-18E/F Super Hornet e aviões de guerra eletrônica E/A-18G Growler, que se encontram em serviço na Marinha dos EUA. 

Porém a Força Aérea dos EUA já pensa em construir caças de sexta geração que possam substituir a os mais caros caças F -22 Raptor de quinta geração. Agora nos EUA são feitas os testes dos caças multifuncionais construídos na plataforma F-35 Lightning II. Os aviões contam com três versões: F -35A para a Força Aérea, F -35B para os Marines com entrega curta e aterrizagem vertical e F-35C para a Marinha de Guerra. 3

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fontes:
[1] http://atualidad.rt.com/atualidad/164867-eeuu-assina-caza-sexta-generacion
[2] http://atualidad.rt.com/atualidad/171840-eeuu-caza-t-50-rusia-china
[3] http://atualidad.rt.com/atualidad/view/91193-boeing-caza-sexta-generacion-faxx