A corrupção inunda o Congresso dos EUA em meio ao ‘naufrágio’ financeiro.


Nos Estados Unidos alguns congressistas aproveitam as medidas de resgate financeiro para seu lucro pessoal, segundo um centro que monitora as relações entre os políticos e os interesses financeiros.

Sua investigação denúncia abertamente que vários parlamentares que inicialmente se mostraram contra a salvação dos bancos e das empresas mais importantes, mais tarde, de forma inesperada, mudaram de opinião e investiram nas companhias que receberiam ajuda financeira de bilhões de dólares dos fundos pagos pelos contribuintes.

Conforme informou o Center for Responsive Politics, um grupo sem fins lucrativos que monitora as relações entre o dinheiro e a política, o lobby e seus efeitos sobre as eleições e a política estatal, 19 membros do Congresso norte-americano tinham investimentos no banco Goldman Sachs em 2010. A maioria desses congressistas são mais poderosos e/ou ricos que seus colegas.

Goldman Sachs foi uma das responsáveis pela crise econômica de 2008 e agora é mais flutuante que nunca. A companhia recebeu 10 bilhões de dólares da Reserva Federal em 2008 em investimentos por ocasião de um programa de ajuda em plena crise das hipotecas ’subprime’.

Algumas vozes denunciam que este caso prova a generalização das práticas corruptas no parlamento dos EUA.

“Definitivamente se vê que há um conflito de interesses entre os congressistas que investem seu dinheiro em companhias que foram socorridas financeiramente”, comentou Ronald Gochez, coordenador da Coalizão de imigrantes do sul da Califórnia.

Gochez comparou este sistema a uma “máfia bipartidarista” que usa o dinheiro dos impostos para seu próprio benefício. Além do que está seguro que os “meios corporativos e a mídia dos Estados Unidos não vão informar isto” porque os mesmos congressistas investem nestas companhias midiáticas.

Traduzido para publicação em dinamiglobal.wordpress.com

Fonte: http://www.patriagrande.com.ve/temas/internacionales/corrupcion-inunda-congreso-ee-uu-medio-naufragio-financiero/