Rússia substituirá mais de 800 tipos de armas da Ucrânia, da OTAN e da UE.



A Crise na Ucrânia colocou em evidência a necessidade da Rússia de permanecer independente das indústrias de defesa ocidentais e ucranianas.

MOSCOU, 16 de julho (TASS) – O Ministério da Defesa da Rússia continua trabalhando para substituir componentes importados de países da OTAN, União Europeia e da Ucrânia, e tem a intenção de substituir 826 tipos de armamento, informou o ministro da Defesa Adjunto Yury Borisov.

O vice-ministro da Defesa fez esta declaração durante uma conferência de vídeo com o presidente Vladimir Putin, no Dia Único de Aceitação de Armamentos na Rússia.

“A partir de 2014-2025, 826 tipos de armamentos e equipamentos militares importados estão previstos para substituição. Ao longo dos primeiros seis meses de 2015, serão substituídos componentes ucranianos e peças de reposição em 57 das 102 categorias de armamento planejadas. Este é mais de 55% do plano anual”, disse o vice-ministro da Defesa.

“Quanto a componentes provenientes dos países da OTAN e da UE, fizemos ciclo completo de substituição de importações para sete dos 127 tipos de armamento planejados”, acrescentou.

A taxa de substituição de tipos de armamento dos países da OTAN e da UE é baixa até agora, porque este trabalho começou apenas a partir de 2015 e requer tempo para o desenvolvimento do armamento, adaptação e testes, disse o vice-ministro da Defesa.

“É por isso que, este valor baixo é compreensível para nós no momento atual. Durante o próximo Dia Único de Armamento Aceitação, nós já vamos ver uma imagem objectiva. Todos os horários de substituição de importações foram colocados sob controlo e um estoque reserva foi criada para áreas mais problemáticas “, disse o vice-ministro da Defesa.


Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: tass.ru/en/russia/809083