Exército sírio torna-se um dos mais poderosos do Oriente Médio.


O famoso escritor britânico Robert Fisk divulgou que o Exército sírio se tornou em um dos mais poderosos do Oriente Médio e sairá intacto da guerra. Ele acrescentou que a intervenção russa reforzará ainda mais esta realidade ao mesmo tempo em que os EUA busca emprender seu “giro para Ásia”, o qual levará necessariamente a uma menor implicação desse país nos temas da região.Exército sírio durante uma operação militar ampla apelidada de “Storm of the North”, Foto: Al-manar

Fisk se refere à ofensiva que está levando a cabo o Exército sírio em coordenação com a aviação russa e afirma que todas as afirmações de que as forças armadas e o governo da Síria cairiam, como resultado das ofensivas terroristas lançadas nos passados meses no norte e sul da Síria, com o apoio turco, saudita e qatariano, resultaram ser meras especulações.

Ele aponta que a intervenção russa mudou a correlação de forças na Síria e indica que a imprensa ocidental não está prestando atenção à ofensiva do Exército sírio em Alepo e em outras partes da Síria.

Tanque sírio. Fonte: Second Coming Herald

O periodista britânico indicou que os líderes militares sírios são os que coordenam quase todos os ataques aéreos russos, que alcançam várias dezenas a cada dia e poderiam incrementar-se até os 300 ataques.

Fisk acrescenta que a operação levada a cabo pela Rússia é a longo plazo e constituiu o princípio de uma extensa luta realizada por esse país contra o terrorismo na Síria. Ele considera que o Exército sírio preservará sua força e sairá dessa guerra como um dos mais poderosos exércitos da região, e esta fortaleza fará fracassar os complôs dos países inimigos da Síria.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Almanar