Mais e mais pessoas estão vendo a verdade: a ‘Guerra ao Terror’ nada mais é do que um engano.


Mentiras e enganos formam a fundação do estado policial americano.

A “guerra ao terror” foi uma farsa. Os americanos foram enganados por políticos, que estão perseguindo uma agenda hegemônica. O povo americano ficou muito confiante e muito crédulo e, consequentemente, os americanos foram facilmente traídos por Washington e pelos meios de comunicação empresariais.

As consequências da fraude, credulidade e traição são horríveis para os americanos, para os milhões de povos no Oriente Médio, na África, na Ucrânia, e para os vassalos europeus de Washington.

As consequências para os norte-americanos são uma Constituição abortada, a polícia do estado espiã e o crescente ressentimento e ódio da América em todo o mundo.

As consequências para os povos na Somália, Líbia, Afeganistão, Iraque, Iêmen, Paquistão, Síria, Palestina e Ucrânia têm sido as mortes em massa e desorganização, destruição de infra-estruturas, conflitos internos, defeitos de nascimento, invasões, bombardeios, drones. Milhões de povos foram assassinados pela busca da hegemonia de Washington, e milhões foram transformados em refugiados.

As consequências para os vassalos europeus de Washington é que os milhões de refugiados de guerras de Washington estão agora dominando a Europa, causando discórdia social e política e ameaçando os partidos políticos europeus que permitiram, e participaram, dos crimes de guerra maciça de Washington em oito países.

As populações dos oito países e vassalos de Washington estão presas com as conseqüências do mal de Washington, vicioso, e ações ilegais. E os americanos estão presos com a polícia de estado espiã e militarizada que assassina três norte-americanos a cada dia e brutalizam inúmeros outros.

Os países que nós temos destruído não tem nenhum recurso à restituição.

Nossos vassalos europeus terão de abastecer com os seus próprios bolsos aos refugiados que as guerras de Washington estão enviando a eles.

Assim como foi com os americanos, eles parecem ter resolvido submeterem-se ao brutal estado policial/espião que tem jogado fora a liberdade e a democracia.

Mas os americanos poderiam fazer algo sobre isso.

É um fato comprovado que o estado policial/espião repousa sobre uma base de mentiras e enganos, e essas mentiras e enganos são agora conhecidas. Até mesmo George W. Bush admitiu que Saddam Hussein não tinha armas de destruição em massa. Milhares de peritos independentes que consistem de físicos, nanoquímicos, engenheiros estruturais, arquitetos de arranha-céus, bombeiros, socorristas, militares e pilotos civis forneceram as explicações detalhadas de 11 de Setembro de 2001, que Washington não tinha cumprido. Hoje nem mesmo um idiota acredita na explicação oficial. O regime de Bush neoconservador corrupto criou uma falsa realidade e vendeu-a a uma população confiando que estava ansiosa para provar o seu patriotismo.

O eleitorado americano sabia que o regime Bush/Cheney lhes tinha enganado a respeito de muitas coisas, e as pessoas, acreditando nas promessas de Obama de mudança, o colocaram no escritório para corrigir a situação. Em vez disso, Obama protegeu o regime Bush/Cheney penal e continuou com a agenda dos neoconservadores.

Não tem que ficar para isso. Nós podemos desligar Fox “News”, CNN, NPR e todo o resto dos jornalismo empresarial (presstitutes) que mentem para ganhar a vida. Podemos suspender a compra de jornais inúteis. Nós podemos exigir que o estado policial/espião que foi criado inteiramente com base em mentiras e enganos seja revertido.

Quem pode acreditar que o maciço Patriot Act (Ato Patriótico) foi escrito tão rapidamente em sequência ao 11 de setembro? Não é possível que cada membro do Congresso e a equipe não saiba que um documento tão grande estava sentado na prateleira esperando sua oportunidade.

Quem pode acreditar que um punhado de sauditas agiriam sem o apoio de qualquer Estado e qualquer serviço de inteligência para poder enganar todo o aparelho do Estado americano de Segurança Nacional e infligir uma derrota humilhante na única superpotência do mundo?

11 de setembro é a pior falha de segurança nacional na história do mundo. Quem pode acreditar que nem um único dos agentes de segurança nacionais, que tão totalmente falharam em suas responsabilidades foram responsabilizado por seus fracassos que trouxe humilhação total para o orgulhoso dos Estados Unidos?

Quem pode acreditar que a invasão do regime de Bush e a destruição do Iraque foi uma resposta ao 11 de Setembro quando o secretário do Tesouro de Bush declarou publicamente que a invasão do Iraque foi o tema da primeira reunião de gabinete do regime de Bush muito antes de 11 de Setembro?

São as pessoas americanas realmente idiotas e facilmente conduzidas, e tão covardes, que concordam com um Estado policial/espião, o fundamento de que consiste em nada além de mentiras contadas por criminosos e repetidas incessantemente por prostitutas que fingem ser jornalistas?

Se assim for, o povo americano já não é um povo com o qual se importa, e eles vão continuar a ser tratados por Washington e pela sua polícia local como pessoas que não importam.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Autor: Paul Craig Roberts

Fonte: Paul Craig Roberts.org