Helicóptero dos EUA dá proteção a comboio do Estado Islâmico na Síria.


Um vídeo postado nas redes sociais mostra um helicóptero militar dos EUA tipo AH-64 Apache, guardando um comboio de veículos blindados do grupo terrorista Estado Islâmico em território sírio.

A informação foi divulgada domingo pela agência de notícias News Hour e mostra uma caravana de mais de 200 caminhões da Toyota se movendo ao longo de uma estrada, em um lugar não especificado na Síria.

O helicóptero de ataque dos EUA é visto no vídeo sobrevoando a caravana a uma altitude muito baixa, mas nenhum dos veículos do grupo terrorista, muitos deles equipados com armas pesadas, atacou o helicóptero.

Durante meses, vários políticos, parlamentares e organizações sociais têm acusado repetidamente as forças militares que compõem a alegada coligação anti-terrorista internacional liderada pelos Estados Unidos de armar e proteger os grupos extremistas armados que operam na Síria e no Iraque.

As operações aéreas dessa coalizão militar começaram no dia 08 de agosto de 2014, e é composta por Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, França, Jordânia, Países Baixos, Reino Unido e Estados Unidos, que conta também com o apoio de aeronaves de Bahrain, Canadá, Jordânia, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos.

Até o momento eles têm executado mais de 7.870 supostos ataques contra grupos do Estado Islâmico na Síria e no Iraque, a um custo de mais de 4.750 milhões de euros, para uma média de cerca de 11 milhões por dia, de acordo com relatórios do Departamento de Defesa.

Em mais de um ano, os ataques deste grupo internacional liderado por Washington não conseguiram enfraquecer os grupos terroristas que operam no Levante, em contraste com o desempenho da aviação de combate russos na Síria.

Em menos de dois meses, a Força Aeroespacial Russa, em cooperação com a aviação de combate síria destruiu mais de 40 por cento da infra-estrutura dos grupos terroristas do Estado Islâmico, frente Al-Nusra e outras organizações como Takfiris segundo fontes de Moscou.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Almanar