Na reunião do G20, Putin mostra que Estados membros apoiam o terrorismo.


Em um movimento clássico Putin, o presidente russo, apresentou evidências de Estados membros do G20 que prestam apoio financeiro ao Estado Islâmico (ISIS)… Durante a reunião do G20 em Antalya. Falando com repórteres após o encontro do G20, Putin revelou:

“Eu entrego exemplos relacionados com os nossos dados sobre o financiamento de unidades do Estado Islâmico por pessoas naturais de vários países. O financiamento vem de 40 países, como nós estabelecemos, incluindo alguns membros do G20”.

Putin também forneceu imagens de satélite das operações de contrabando de petróleo lucrativos do Estado islâmico:

“Eu mostrei as imagens do espaço para os nossos colegas, que mostram claramente a verdadeira dimensão do comércio ilegal de petróleo e do mercado de produtos petrolíferos. Comboios de viaturas que se estendem por dezenas de quilômetros, indo além do horizonte quando visto de uma altura de quatro e cinco mil metros”.

Curiosamente, imediatamente após a reunião, os EUA anunciaram que seus aviões começaram a bombardear comboios de caminhões do Estado islâmico usados ​​para “contrabandear petróleo bruto tendo sido produzido na Síria”. Que estranha coincidência. É como se os EUA soubessem exatamente onde estavam esses comboios, mas não se sentiam atraídos a destruí-los até agora. O mundo está cheio de mistérios!

Mas a verdadeira história aqui é que que Putin levantou-se na frente das maiores potências econômicas do mundo e disse-lhes, diretamente para os seus rostos, que a Rússia sabe exatamente o que eles estão fazendo.

Autor: Rudy Panko

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Russia-insider