Tropas dos EUA chegam na Síria para ‘treinar’ os rebeldes.


O que poderia dar errado?

Como será que os EUA vai cuidar para que a Síria se transforme em “outro Iraque”? Um soldado norte-americano chuta uma porta durante uma missão em Baquba, na província de Diyala, cerca de 65 km (40 milhas) a nordeste de Bagdá, 4 de novembro de 2008. REUTERS/Goran Tomasevic (Iraque)

AFP relata que os soldados americanos estão operando agora no norte da Síria:

Soldados dos EUA estão em Kobani, a cidade no norte da Síria quase destruída em luta feroz com o Estado Islâmico, para treinar as forças curdas para combater os extremistas, fontes curdas disseram nessa quinta-feira 26/nov.

Mustapha Abdi, um ativista na cidade na fronteira com a Turquia, disse à AFP que os instrutores americanos haviam chegado “nos últimos dias”, naquela é a primeira implantação oficial das tropas terrestres dos EUA na Síria.

Uma fonte em contato com a Unidade de Proteção Popular dos curdos disse que os americanos ajudariam com planos ofensivos em duas cidades sírias detidas pelo Estado Islâmico – Jarablus e a “capital” síria dos extremistas, Raqqa.

Ao mesmo tempo, eles teriam um papel na coordenação com os curdos e os seus aliados árabes e cristãos siríacos sobre os ataques aéreos da coalizão liderada pelos Estados Unidos sobre as forças em solo do Estado Islâmico, disse a fonte YPG.

Abdi disse que as tropas que tinham chegado era um “primeiro grupo de instrutores” que iria treinar os curdos.

Não houve informações imediatas sobre quantos deles tinham chegado ou do ramo ou ramos, aos quais os militares pertencem.

A notícia vem depois de Brett McGurk, enviado especial do presidente Barack Obama para a coalizão, ter dito no domingo, 22 de novembro, que as forças dos EUA estariam entrando no terreno “muito em breve”.

Como você pode lembrar, Obama anunciou que estaria colocando botas no chão na Síria, após jurar nunca colocar as botas no chão na Síria.

Tente quebrar a cabeça em torno disso: Obama diz que apóia Ancara após F-16s turcos abaterem um jato russo no espaço aéreo sírio… mas ele também está enviando soldados norte-americanos para “treinar” os rebeldes curdos que estiveram em guerra com a Turquia desde o início dos Tempos. Onde está a lógica aqui?

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: russia-insider