Como a Rússia mantêm seus aviões em segurança nos céus da Síria?


O sistema de míssil antiaéreo S-400 Triumph foi implantado na base aérea russa Khmeimim em Latakia, na Síria, para fornecer proteção mais eficaz para a área em que a força aérea russa realiza os ataques aéreos. Agora, a Rússia tem um sistema de defesa moderna articulada anti-aeronaves na Síria, que funciona a uma distância de 12 a 250 milhas e, a uma altitude de 10.000 a 98.000 pés.

O infográfico acima mostra como a Rússia está garantindo segurança para seus aviões na Síria. 1

Como é que a Rússia protege seus militares na Síria, pós Su-24?

Após o incidente recente em que a Turquia abateu um bombardeiro russo, a Rússia tem agora implementado seu sistema de míssil antiaéreo S-400 Triumph na Síria. Agora as bases russas vão ser defendidas em uma ampla combinação de altura e distância.

O sistema de mísseis S-400 anti-aviões, implantado para a base aérea russa em Khmeimim, na Síria, é a resposta do governo russo para a derrubada do bombardeiro russo Su-24 por um caça a jato F-16 turco perto da fronteira com a Turquia-Síria em 24 de novembro. Na operação de resgatar o navegador do Su-24 um fuzileiro naval russo também morreu e a força aérea russa perdeu um helicóptero Mi-8 multi-purpósito. Em 25 de novembro o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu declarou que a base aérea da Rússia na Síria seria reforçada com as suas defesas, e o presidente Vladimir Putin ordenou que o sistema de mísseis S-400 anti-aeronave fosse implantado na região para fornecer uma melhor proteção à força aérea russa. Agora armas antiaéreas russas estarão cobrindo uma distância de 12 a 250 milhas (20-400 km) e uma altitude de 10.000 a 98.000 pés. 2

Um sistema de mísseis de defesa aérea S-400 é implantado por um dever do combate na base aérea Hmeymim para garantir a segurança dos vôos do grupo aéreo russo na Síria. Fonte: Ria Novosti / Dmitry Vinogradov

Ministério da Defesa russo: S-400 já está servindo na Síria.

Um sistema de mísseis S-400 já foi entregue, implantado e entrou em serviço na base aérea russa Hmeimim na Síria, porta-voz do Ministério da Defesa russo Maj. Gen. Igor Konashenkov disse a repórteres em 26 de novembro.

“Após a decisão do supremo comandante-em-chefe, um sistema de mísseis S-400 terra-ar está sendo re-implantado no aeródromo Hmeimim para assegurar a defesa aérea em todas as direções na Síria”, disse Shoigu.

“No futuro, continuaremos prestando atenção a este tipo de incidentes, como fizemos antes”, disse Shoigu, comentando sobre a queda de um Sukhoi Su-24 bombardeiro na Síria, acrescentando que “este caso é especial.” “Com base nisso, o comandante-em-chefe supremo emitiu a instrução relevante”, disse Shoigu.

Como opera o S-400?

O sistema S-400 “Triumph” SAM projetado e fabricado pela Almaz-Antey destina-se a proteger as instalações políticas, administrativas, econômicas e militares críticas contra ataques aéreos, estratégico, cruzeiro, mísseis táticos e balísticos, bem como de médio alcance de mísseis balísticos em um combate e ambiente de guerra eletrônica.

S-400 está equipado com mísseis que podem atingir alvos a até 250 quilômetros, mísseis balísticos e não-estratégicas com um alcance de até 60 quilômetros.

As altitudes mínimas e máximas de um alvo aerodinâmico são 0,01 e 27 km, respectivamente; para um alvo balístico, os números são dois e sete quilômetros, respectivamente. O sistema pode acertar um alvo em movimento a até 4.800 metros por segundo, atingiu até 36 alvos ao mesmo tempo e orientar até 72 mísseis de cada vez. O sistema S-400 leva cinco minutos para implantar. 3

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: [1] autora: Alena Repkina, especial para RBTH, [2] autora: Tatyana Rusakova, especial para RBTH, [3] RBTH.