China envia força de elite de 5000 homens à Siria para lutar contra o Estado Islâmico.




COMPARTILHE NA REDE SOCIAL |

Uns 5.000 soldados chineses de elite foram enviados à zona de guerra da Síria para ajudar a Rússia a combater o Estado Islâmico. Esta informação parece haver horrorizado o Pentágono, informa a publicação norteamericana yournewswire.com

Um grupo das forças especiales chinesas, os chamados “Tigres da Sibéria” ou “Tigres da Noite”, receberam do Congresso do Povo Chines a autorização de se implantarem na Siria depois da China aprovar sua primera lei antiterrorista, que autoriza aos soldados do Exército Popular de Libertação a participar em missões antiterroristas fora de suas fronteiras.

A China julga grave a ameaça que supõe para sua segurança nacional o Estado Islâmico e o servicio de inteligencia turco (MIT). Seymour Hersh, periodista especializado em temas militares norte-americanos, informou num recente artigo que a “China considera a crise síria a partir de três perspectivas: a ley e a legitimidade internacional, o posicionamento estratégico mundial e as atividades dos terrorista uigures, na província ocidental de Xinjiang”.

Esta última é fronteiriça com oito países -Mongólia, Rússia, Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão, Afeganistão Paquistão e Índia- e, desde o ponto de vista da China, serve de lugar de passagem ao terrorismo internacional e de acesso na China.

Muitos combatentes uigures na Síria são conhecidos por ser membros do Movimento Islâmico do Turquestão Oriental, uma organização separatista que quer instalar um estado independente uigur em Xinjiang.

O fato deles terem sido ajudados pelos serviços de inteligência turcos a passar da China para a Síria atravesando a Turquia provoca uma enorme tensão entre os serviços de inteligência chineses e turcos, segundo a publicação. A China está preocupada pelo fato de que o papel da Turquía no apoio aos combatentes uigures na Síria possa no futuro extender a sua ação no próprio Xinjiang, que é outro objetivo dos projetos expansionistas de Erdogan.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Almanar

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA