“Nós vamos responder com total assimetria” – As respostas da Rússia à OTAN com três novas implantações.


COMPARTILHE NA REDE SOCIAL |

A Rússia não perdeu tempo em responder a decisão da OTAN de implantar 4.000 soldados na fronteira da Rússia. O ministro da Defesa, Sergey Shoigu, anunciou que a Rússia implantará duas novas divisões para o Ocidente, e uma para o Sul (supostamente com 10.000 soldados cada), a fim de contrabalançar o aumento da presença militar da OTAN.

“O Ministério da Defesa está tomando uma série de medidas para responder ao crescimento militar da OTAN na fronteira russa. Antes do final do ano duas novas divisões serão formadas, uma no Distrito Militar Ocidental e a outra no Distrito Militar do Sul.” disse Shoigu.

Aleksandr Grushko, o enviado da Rússia à OTAN disse em resposta ao plano da OTAN “não somos observadores passivos, nós sempre tomamos todas as medidas militares que consideramos necessárias para contrabalançar essa presença reforçada que não é justificada por qualquer coisa. Certamente vamos responder com total assimetria.”

Em relação à abordagem de confronto da OTAN, Grushko disse que “a cooperação só será possível quando os países da OTAN começarem a perceber que a política de confronto contradiz seus próprios interesses nacionais.”

Grushko também advertiu os EUA sobre as missões de vôo de reconhecimento sobre a Rússia, algo que eles fizeram por duas vezes ao longo do mês passado, enquanto os EUA continua a empurrar os limites.

“Parece-me que estes [os relatórios sobre o potencial de retomada dos vôos dos aviões de reconhecimento dos EUA] são nada mais do que outra rajada de propaganda, mas com uma intenção. O avião de reconhecimento não vai voar sobre a Rússia.”

E, finalmente, o chanceler russo, Sergey Lavrov resume o que a Rússia está pensando, é a OTAN que está se aproximando a Rússia, e não o contrário.

“A infra-estrutura militar da OTAN está avançando cada vez mais perto das fronteiras russas. Mas quando a Rússia toma medidas para garantir a sua segurança, é dito a nós que a Rússia está envolvida em manobras perigosas perto das fronteiras da OTAN. De fato, as fronteiras da OTAN estão ficando mais próxima da Rússia, não o contrário.”

Aqui está um mapa de comandos militares regionais da Rússia. Duas divisões serão enviadas, uma para o Distrito Ocidental e uma para o Distrito do Sul.

Aliás, com o início dos exercícios militares americanos em conjunto hoje (08/05) na Moldávia, que está praticamente na fronteira com a Rússia, os legisladores do Partido Socialista da República da Moldávia e outros manifestantes se reuniram para tentar bloquear os veículos militares dos EUA de cruzar a fronteira com a Moldávia.

Igor Dodon, o líder do Partido Socialista da República da Moldávia chamou os treinos de uma ocupação militar.

“A realização de uma marcha de veículos da OTAN na Moldávia só pode ser descrita como a ocupação militar do país. É um tapa áspero na Constituição da República e ao Parlamento que aprovou a declaração sobre a soberania permanente e a neutralidade da Moldávia.”

Com as tensões já crescentes entre os EUA e a Rússia, um incidente neste mais recente desenvolvimento no confronto de militares poderia muito bem levar a uma guerra. Além disso, no caso dos EUA a eleição de um Presidente Trump com a atitude de quem atira primeiro, pergunta depois; ou uma presidente Clinton, com seus apoiadores os falcões neocons empurrando e cutucando o mundo para o precipício, pode tomar o mundo lá de qualquer maneira.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Zero Hedge

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA