Rússia e China criam alternativa a ordem mundial norteamericana.


COMPARTILHE NA REDE SOCIAL |

Em uma intervenção no canal iraniano Press TV, Mike Billington, analista estadounidense, avaliou positivamente a reunião dos presidentes russo e chinês, que aconteceu em 25 de junho em Pequim. Billingtom está seguro de que os dois países estão estreitando seus vínculos por causa do aumento da tensão com o Ocidente.

Durante o encontro, Vladimir Putin e Xi Jinping firmaram abertamente vários acordos. Os dois líderes condenaram unanimemente a instalação do escudo antimísseis tanto na Europa como na Ásia, e exortaram à comunidade internacional para que respeite os princípios do direito internacional. Ambos pediram publicamente que se permita só o armamento imprescindível para a segurança nacional.

Segundo Billington, a postura comum dos mandatários russo e chinês, além da sua crescente cooperação no contexto da quebra do sistema financeiro ocidental, conduzem à criação de uma “ordem mundial alternativa”.

“Ao que de fato se dedicam, Putin e Xi Jingping, é à criação de um novo paradigma mundial”, disse o analista.

Assegurou que esta visão alternativa se firma na construção de infraestruturas, ferrovias, centrais nucleares, lançamento de programas espaciais, cooperação no âmbito do BRICS e trabalho conjunto com a União Economica Eurasiática.

Após a reunião do dia 25, os mandatários firmaram declarações conjuntas para fortalecer a estabilidade estratégica global e impulsionar o desenvolvimento do espaço informativo, entre outras.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Almanar

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA