Rússia implanta bombardeiros estratégicos Tu22M3 no Irã.


COMPARTILHE NA REDE SOCIAL |

O Ministério da Defesa russo confirmou que um depósito de armas usadas por militantes do Estado Islâmico perto de Aleppo foi destruído na segunda-feira por aviões russos que decolaram de uma base iraniana, segundo a agência de notícias russa Sputnik.

Anteriormente, vários canais de notícias informaram que a Rússia havia implantado bombardeiros estratégicos Tu-22M3 na base aérea de Noyeh, em Hamedan, uma cidade no oeste do Irã, para que possam ser operados na Síria.

O site Al Masdar Notícias disse ter obtido fotos exclusivas destes bombardeiros no Irã.

A duração do voo dessas aeronaves para a Síria assim será reduzida em 60% minimizando os custos associados com a luta contra o terrorismo e os riscos de erros no ataque.

A distância de voo entre o aeroporto militar de Modzok, no sul da Rússia, e Palmira, na Síria, é de 2.150 km, enquanto a partir da base de Noyeh a distância é de 900 km.

Estes bombardeiros precisam de uma base maior do que a base Hamaimim em Latakia, na Síria, daí a sua implantação no Irã é muito útil.

Não se sabe quantos aviões serão estacionados na base de Noyeh. Nas fotos publicadas pela Al Masdar Notícias eles são até três, embora o seu número seja provavelmente maior. Este é também um sinal de fortalecimento dos laços militares entre Moscow e Teerã.

O Tu-22M3 é um dos mais importantes bombardeiros estratégicos do Exército russo. Não é tão grande como o Tu-160 ou o Tu-95, mas pode transportar armas nucleares ou convencionais para distâncias médias.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Almanar

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA