Um ataque no coração da Europa? Governo da República Checa pediu aos seus cidadãos para “prepararem-se para o pior”?


COMPARTILHE NA REDE SOCIAL |

De acordo com informações que não podemos constatar, mas que no entanto estão ecoando muitos meios de comunicação alternativos, fontes do governo checo teriam pedido aos seus cidadãos “para se prepararem para o pior” e “para serem tão auto-suficientes quanto possível”, armazenando comida em casa para se alimentarem.

Esta suposta advertência (Repetimos: não confirmada, porque só vem de uma fonte), ocorreria depois que se tornou público no último domingo que o governo alemão está preparando um novo “Conceito de Protecção Civil”, e “pediu à população armazenar comida suficiente para dez dias”.

Do outro lado da fronteira, a mídia checa (isso sim está confirmado) relata que os estoques de alimentos no país não são suficientes e que o governo está fazendo esforços para aumentar essas reservas.

Segundo a imprensa checa, hoje, o governo do país não seria capaz de satisfazer por mais de um dia a demanda alimentar da população em caso de uma crise nacional.

Especificamente, os referidos meios alertam que o fornecimento de leite em pó são particularmente baixos.

Neste sentido, e de acordo com um vídeo-blog do Youtube chamado Israel Live News, liderado por Steven Ben-DeNoon, um residente da República Checa, estações de notícias no país teriam relatado sobre os preparativos do governo alemão e ao falar sobre isso também teriam avisado aos cidadãos checos “estejam preparados para o pior cenário possível”, como poderia ser um ataque terrorista ou uma catástrofe nuclear em grande escala.

Como dissemos, não podemos testar este suposto alerta informado no Youtube, que se torna a única fonte sobre isso e, portanto, devemos por em duvida esta informação.

No entanto, esta informação, ainda que seja uma mal-interpretação ou uma farsa, estaria em consonância com o que tem sido feito público sobre o novo marco de proteção civil na Alemanha.

A este respeito, tem aparecido uma nova informação que publicamos em Microlector

Alemanha debate sobre a implação de tropas nas ruas para “combater o terrorismo”.

As notícias procedentes da Alemanha como parte de seu novo conceito de Proteção Civil, cujo documento vazou, nos traz cada novo dia imagens alarmantes.

Agora, vazou que o governo alemão está a ponderar os planos necessários para implantar as tropas nas ruas do país, por supostas operações de combate ao terrorismo, a fim de garantir a segurança em locais públicos.

Esta notícia vem apenas um dia após a agência alemã DPA dar a notícia de que o governo Merkel está a considerar “recuperar o recrutamento em todo o país em tempos de crise”, tais como situações em que o país precisa “defender as fronteiras externas da OTAN”, algo que faz clara referência a uma futura guerra, e pouco depois de publicado o conteúdo deste novo marco da proteção civil, se pediu aos alemães que começassem a armazenar água e comida por 10 dias para enfrentar um “ataque ou catástrofe.”

O questão é que as forças militares já colocadas em alerta durante o ataque terrorista em Munique e agora o governo está considerando estabelecer a possibilidade de enviar tropas em lugares públicos, semelhante ao que se está fazendo na França.

A este respeito, cabe salientar que uma decisão judicial de 2012, já permitiu que as forças armadas alemãs sejam implantadas em missões internas em tempo de paz sob uma “situação de emergência extraordinária de dimensão catastrófica”, algo que foi demonstrado em recentes inundações no país e no apoio logístico durante a crise de migração.

No entanto, o envio de tropas em locais públicos para realizar vigilância e proteção parece muito mais difícil e questionável, especialmente na Alemanha, onde desde o fim da II Guerra Mundial o envio de tropas dentro dos limites o país é quase um assunto tabu.

A este respeito, muitos políticos e até mesmo as forças policiais, são céticos sobre isso.

A este respeito, Cristian Moelling, especialista em segurança do German Marshall Fund dos Estados Unidos, disse à NBC News que os políticos conservadores alemães pareciam estar tentando tirar vantagem dos desenvolvimentos recentes em suas tentativas de alcançar o seu objetivo de permitir que os militares sejam implantados dentro das fronteiras do país.

“Para que se aceitasse o uso de militares para a segurança interna na Alemanha, incluindo o uso da força, seria necessário a grande maioria para uma mudança constitucional, e não há esta maioria na Alemanha” Moelling disse, acrescentando que pelo menos dois terços dos parlamentares teriam de aprovar esse ato.

A evolução dos acontecimentos nos leva a fazermos algumas perguntas:

Há alguma justificação real para essa paranóia crescente na Alemanha?

Lembre-se que no país germânico não houve nenhum grande ataque islâmico para justificar um tal nível de alarmismo e preparações.

Por que o governo alemão está tão “obcecado” em favor do envio de tropas dentro do país, reforçado por um recrutamento forçado no caso de um “cenário de crise”?

Talvez o governo alemão esteja ciente de as possibilidades crescem (ou estão para acontecer) algum tipo de evento ou grande crise nos próximos meses ou anos e estão se preparando para isso.

“Algo” que inplicaria controlar e até mesmo reprimir a população. A natureza desta crise não é determinada, nem na sua origem, nem em sua intenção.

Mas o fato de um país com altos níveis de democratização como a atual Alemanha, seguir o caminho da França, para se preparar para o eventual envio de tropas dentro do país é um sinal muito ruim.

E é um mau sintoma falar para as pessoas que devem armazenar alimentos e suprimentos para sobreviver a um desastre, ainda que seja apenas de um documento de proteção civil que vazou para a imprensa.

Neste ponto, é difícil saber se isso é uma manipulação de interesse ​​do governo alemão, procurando criar um estado de medo ou paranóia no país, para justificar alguma manobra, ou se realmente temem que vai acontecer alguma coisa (que poderia ser causado inclusive pelo próprio governo).

Comentários adicionais: Em relação à notícia do alerta do governo na República Checa, o que é mais impressionante é como uma história que não foi confirmada ou provada estende-se por meios alternativos que oferecem-no como algo real.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: ElRobotPescador.com

Leia também: ALARMANTES PREPARATIVOS EN ALEMANIA: ¿ESPERAN UNA GUERRA O UN GRAN DESASTRE?

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA