Singapura e Suécia desejam substituir o dinheiro por uma moeda digital ou blockchain.


Se os eventos que ocorrem agora na Índia são qualquer indicação, então a corrida aos bancos centrais e instituições financeiras para se livrar de dinheiro físico e mover a banca em ambientes puramente digitais não estão muito distantes. E apenas esta semana, dois países, Suécia e Cingapura, estão iniciando o processo para implementar uma moeda digital ou baseada em banco de dados blockchain.

Suécia:

    O Banco Central da Suécia está considerando emitir uma moeda nacional digital para resolver o problema de uma queda dramática no uso doméstico de dinheiro. A chamada e-krona pode ser introduzida dentro de dois anos.
    “Quanto menos nós que vivemos na Suécia usamos notas de banco e moedas, mais claro fica que o Riksbank precisa investigar se devemos emitir dinheiro eletrônico como um complemento ao dinheiro que temos hoje”, disse a Governadora Adjunta do Riksbank, Cecilia Skingsley, ao Financial Times.
    O banco sueco Riksbank é o banco central mais antigo do mundo e foi o primeiro a emitir notas de papel na década de 1660.
    Métodos alternativos de pagamento vêm substituindo gradualmente o dinheiro tradicional nos países escandinavos. O governo dinamarquês está considerando a opção de ir completamente livre de dinheiro para as lojas e serviços do país. – Rússia Today

A Suécia não é a única economia nórdica a ser já cerca de 98% digital. Na verdade, na Dinamarca, eles ainda estão emitindo máquinas de cartões de crédito/débito para os sem-teto, de modo que as pessoas simplesmente podem passar um cartão em seus sistemas POS portáteis para fazer uma doação para um mendigo na rua.

Cingapura:

    A Autoridade Monetária de Cingapura (MAS) vai testar em breve como poderia emitir moeda digital usando um sistema de pagamento interbancário baseado em blocos.
    De acordo com a Bloomberg, a prova de conceito planejada será apoiada pelo consórcio blockchain R3CEV, bem como oito bancos e uma bolsa local sem nome. O Banco de Desenvolvimento de Singapura, o HSBC, o Bank of America, o JPMorgan, o Credit Suisse e o Bank of Tokyo-Mitsubishi estão todos envolvidos. – Coin Desk

Leia também: É o fim do dinheiro? Transações digitais desafiam a continuidade das cédulas.

Talvez o maior obstáculo para um sistema monetário mundial completamente digital é o poder que o dinheiro físico, ou em ouro antigo, prata, bronze e moedas de cobre, dá aos indivíduos à medida em que o controle sobre o dinheiro é um dos princípios muito básicos no que diz respeito à liberdade. E assim como os primeiros americanos lutaram com dentes e unhas para conservar o governo conforme a instituir um banco central privado que imprima e controle seu sistema monetário, o mesmo tipo de guerra também está sendo travada em relação ao futuro do dinheiro digital e seu desejo de centralização ao contrário da Bitcoin ou moeda digital.

A maioria das pessoas agora usa uma miríade de formatos digitais para gastar, economizar, investir e transacionar, e em si mesmo, o dinheiro em forma digital é um enorme benefício para a humanidade. Mas o que resta é o espectro ideológico e psicológico de não ser capaz de exigir a posse de um dinheiro em uma forma física que impede a maioria das nações de ir completamente digital e a crescente perda de confiança nos atuais sistemas monetários fiat não estão fornecendo o impulso e os bancos sentem que agora precisam se livrar de todo o dinheiro e colocar o controle do dinheiro do mundo inteiro nas mãos e decisões de alguns.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Secrets of the Feed.com

Compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp http://wp.me/p26CfT-4ba

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA