Programa de Navios de Combate do Litoral “Quebrou” a Marinha.


O programa de navios de combate do Litoral da Marinha dos EUA, cheio de falhas técnicas, já custou aos contribuintes bilhões de dólares e vai demorar ainda mais, mas é improvável que esteja em definitivo à altura das expectativas, disseram representantes militares dos EUA.

Durante o Comitê de Serviços Armados do Senado, em 1º de dezembro, várias autoridades da Marinha e do governo admitiram que o programa LCS custou muito mais do que o esperado, mas não conseguiu cumprir as exigências básicas de capacidade de sobrevivência.

O exame marcou o fim de um período de testes de 12 meses durante o qual duas versões diferentes de navios de combate do litoral revelaram numerosas falhas técnicas. Essas dificuldades levaram a alterações fundamentais no projeto do navio e uma revisão total de como as tripulações são treinadas e circuladas entre navios e litorais. O custo unitário do navio mais do que dobrou de US$ 220 milhões para US$ 478 milhões cada, mas a Marinha ainda aguarda com expectativa a compra de mais 12 navios redesenhados, totalizando US$ 14 bilhões, Paul Francis, diretor-gerente de aquisição e gestão de abastecimento no Government Accountability Office, escreveu em um relatório divulgado no mesmo dia.

O Programa LCS.

“A experiência da LCS, quebrou a Marinha”, disse Sean Stackley, secretário assistente da Marinha para pesquisa, desenvolvimento e aquisição, de acordo com Military.com.

“Nós temos nossos gerentes de programa muito bem sob um microscópio agora, e nós consideramos coisas como custo e nós colocamos custo em nossos requisitos para que você não comece a ignorar custos enquanto está perseguindo a exigência”, ele acrescentou.

De acordo com Stackley, o custo não foi considerado, já que as únicas coisas que os militares cuidavam eram especificações técnicas – e mesmo essas não foram cumpridas, uma vez que um tipo de LCS ainda não conseguiu sobreviver a um teste básico de sobrevivência, que teve que ser interrompido para evitar danos maiores ao equipamento do navio.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Sputnik News

Compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp http://wp.me/p26CfT-4qH

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA