Como será a vida no futuro: A medicina ganancia, a eliminação dos idosos, a eutanásia e a pilula da morte.


pilula da morte

As mudanças anunciadas pelo Dr. Dunegan na conferencia de Pittsburg são aterrorizantes, contudo, a maioria dessas mudanças já faz parte do cotidiano e, embora muitos já se tenham acostumado a algumas delas como previam os planejadores, nada mudou quanto ao planejamento da vida e da morte para os seres humanos no século 21.

Este artigo é parte da série “Como será a vida no futuro: A Agenda Oculta da Nova Ordem Mundial” publicada todos os domingos em Dinâmica Global.

Na sequência estão os temas tratados por Dr. Richard Day numa conferência de medicina em 1969, que revelam as mudanças já planejadas há muito tempo atingindo todos os aspectos da vida das pessoas no Século 21. Esta matéria é a continuação de Como será a vida no futuro: as armas para a aniquilação das pessoas – da liberalidade à submissão, das gravações do Dr. Lawrence Dunegan e relacionadas com uma conferência que ele participou em 20 de março de 1969 ministrada pelo Dr. Richard Day em Pittsburg, nos Estados Unidos a um auditório de 80 médicos presentes.

A eutanásia e a “pílula da morte”.

Todos têm o direito de viver apenas uma certa quantidade de tempo limitado. Os velhos já não serão mais úteis, se tornarão um fardo… preparem-se para aceitar a morte. A maioria das pessoas já são velhas. Um limite de idade arbitrário pode ser estabelecido. Afinal, você tem direito apenas a um certo número de jantares com carne grelhada, uma certa quantidade de orgasmos e atingiu muitos dos grandes prazeres da vida. Depois de ter tido o suficiente e não ser mais profissionalmente produtivo e contribuir, então você deverá preparar-se para sair da frente e abrir caminho para a nova geração. Algumas coisas que irão ajudar as pessoas a perceber que eles já viveram o suficiente, e ele mencionou várias, mas não me lembro de todas elas, é o uso de tinta mais leve nos formatos que devem preencher os idosos para que eles tenham que ir a uma pessoa mais jovem para ajudá-los a ler. Padrões de tráfego de automóvel – haverá mais padrões de alta velocidade que fazem as pessoas mais velhas com menos reflexo tenham necessidade de evitar e, assim, perder parte da sua independência.

Limitar o acesso aos cuidados de saúde facilita a eliminação dos mais adultos.

Um grande problema foi que os cuidados de saúde em algum momento tornaria-se demasiado caro. O cuidado de saúde estará ligado intimamente ao emprego das pessoas, mas ele vai ter um custo proibitivo para que não seja acessível a pessoas depois de uma certa idade. A menos que eles tenham algumas famílias muito ricas e parceiros terão de viver sem cuidados de saúde. A idéia é que se todos dizem “Basta! que terrível fardo é para os jovens tentar manter os velhos”, então, os jovens tratariam de ajudar seus pais e suas mães ao longo do caminho assumindo as coisas de uma forma humana e com dignidade. O exemplo foi – as crianças poderiam fazer uma festa de despedida maravilhosa, uma celebração. Mamãe e papai fez um ótimo trabalho. No final da festa, ambos tomam a “pílula da morte”.

Planificação do controle sobre a medicina

O tema seguinte foi a medicina. Alterações profundas serão apresentadas no campo da medicina. Em geral, o medicamento seria mais estritamente controlado. A seguinte observação foi feita: “O Congresso não vai concordar com o seguro nacional de saúde. É bastante evidente já (em 1969). Mas isso não é necessário. Nós temos outras maneiras de controlar a cuidados de saúde “. Eles se apresentarão de forma mais gradual. Mas todos os serviços de cuidados de saúde serão fornecidos com um controle mais rigoroso. Os serviços médicos vão ser muito conectados com o trabalho. Se uma pessoa não trabalha ou não pode trabalhar não vai a ter acesso aos cuidados de saúde. Os dias de prestação de serviços de cuidados de saúde gratuitos em hospitais serão extintos gradualmente até se tornarem praticamente inexistentes. Os custos serão aumentados a força de uma maneira que as pessoas não poderão pagá-los a menos que tenham seguro de saúde. As pessoas pagam, você paga pelo serviço, você tem direito ao serviço. Foi somente depois que comecei a perceber na medida em que não estaria pagando por serviços. Seu seguro de saúde será pago por outras pessoas. Portanto, as pessoas vão aceitar essa proposta muito agradecida, de joelhos, pois será oferecido como um privilégio. O seu papel sendo responsável por seus próprios cuidados para a sua saúde seria reduzido significativamente. Como um inciso; isso é algo que não foi desenvolvido naquela época… Eu não fui capaz de entender naquela época como um inciso, a forma como ele funciona, porque todo mundo está dependente do seguro. Se você não tem seguro paga diretamente; os custos dos seus cuidados de saúde são enormes. A companhia de seguros, no entanto, não paga pelos mesmos serviços as mesmas cifras.

O custo dos cuidados de saúde vão ser extremamente altos. Os serviços médicos estarão ligados intimamente com o trabalho, mas será muito alto para que eles não estejam disponíveis para as pessoas depois de uma certa idade… poderia ter uma festa de despedida maravilhosa, uma celebração. Mamãe e papai fez um ótimo trabalho. No final da festa, ambos tomam a “pílula da morte”. O medicamento será monitorado com mais cuidado. Nós temos outras maneiras de controlar a cuidados de saúde. Todos os serviços de saúde será estritamente controlada. Os custos será aumentado dramaticamente para que as pessoas não podem pagar por eles sem seguro de saúde. Todo mundo vai depender de seguros. Se um não é certeza que será para pagar diretamente para serviços a preços proibitivos.

Se a você lhe cobram digamos US$ 600 pelo uso de uma sala de operação, a empresa de seguros não pagar US$ 600 para o seu serviço. Ela paga US$ 300 ou US$ 400. Esse diferencial no faturamento tem o efeito desejado: isso permite à empresa de seguros pagar pelo que você nunca poderia por conta propria. Eles obtêm um desconto que nunca estaria disponível para você. Quando você vê a conta você se sente agradecido que a empresa de seguros pagou por ela. Desta maneira você depende deles e é praticamente necessário para você ter um seguro de saúde. O faturamento é completamente fraudulento. De todas formas, continuando com nosso tema, o acesso aos hospitais será estritamente controlado. Será solicitado documento de identificação para entrar às edificações. A segurança em hospitais e na área circundante será estabelecida e gradualmente aumentada de modo que ninguém possa entrar sem identificação ou passear no interior do hospital. Roubo de equipamento de hospitais, coisas como máquinas de escrever e microscópios, será “permitido” e exagerado. Os relatórios desses roubos vai ser inflado de tal forma que servem como a desculpa necessária para aumentar a segurança até que as pessoas se acostumar com isso. Qualquer um que vagueiam dentro do hospital terá que levar uma identificação de crachá foto ou de outra forma que explica por que ele está no hospital, um empregado, técnico de laboratório, visitante ou quem quer seja. Isto vai ser implementado gradualmente fazendo que todo o mundo se acostume à idéia de que têm que se identificar, até que simplemente seja uma prática aceitada. Esta necessidade de portar crachás de identificação para circular vai ser iniciada aos poucos: hospitais e algumas clínicas mas gradualmente se incrementará para incluir todos em toda parte! Foi observou também que os hospitais podiam ser usados para confinar as pessoas… para o tratamento de criminosos. Isto não significava tratamento médico, necessáriamente. Nessa época eu não conhecia o termo “hospital psiquiátrico” – da maneira como é usado na União Soviética, mas sem ter necessidade de recordar todos os detalhes, basicamente, ele estava descrevendo o uso de hospitais tanto para tratar as pessoas doentes como para confinar criminosos por razões diferentes ao bem-estar médico do criminoso. A definição de criminoso não foi estabelecida.

Eliminação dos médicos particulares

A imagem do doutor irá mudar. Eles não serão mais vistos como profissionais médicos individuais que atendem a pacientes particulares. O médico vai ser cada vez mais reconhecido como um técnico altamente qualificado e a natureza do seu trabalho será diferente. As suas atividades incluem coisas como as execuções por injeção letal. A imagem desse doutor poderoso e independente terá que ser mudada. E ele continuou: “Os médicos estão fazendo muito dinheiro. Eles devem comercializar os seus serviços como qualquer outra pessoa ou produto”. Os advogados também vão ter que comercializar. Tenha em mente que o público à que ele se dirigia era conformado por médicos e ele mesmo era um médico.

Era interesante ver que ele fazia comentários um tanto insultantes ao seu público sem sentir temor de que o contrariassem. O médico independente será coisa do passado. Uns quantos obstinados tratarão de se manter, mas a maior parte dos médicos trabalharão para instituções de diferentes tipos. A prática profissional de grupo vai ser motivada, as corporações serão motivadas e, uma vez que a imagem corporativa dos cuidados para a saúde mudem, a medida que este esquema se torne mais e mais aceitável, os médicos cada vez se converterão mais em empregados em vez de contratistas independentes. De acordo com isso, é claro, não é necessaário dizer que um empregado atende a seu chefe, não a seu paciente. Já temos visto suficientemente isso durante os últimos vinte anos. E no horizonte mais coisas estão por vir. O termo HMO[1] não se usava nessa época e é o sistema para o cuidado de saúde que está sendo usado desde que o sistema de National Health Insurance (Seguro Nacional de Saúde) deixou de ser aprovado no Congreso. Alguns médicos teimosos podem tentar fugir disso permanecendo independente, entre outras coisas, sou um deles, mas vai sofrer grandes perdas de rendimento. Eles podem ser capazes de sobreviver, talvez, mas nunca viver em confortavelmente como se aqueles que estão dispostos a tornar-se a funcionários do sistema. Finalmente, não haverá lugar em tudo para os independentes depois que o sistema esteja consolidado. Casos que não foram vistos nunca antes serão apresentados. Eles serão difíceis de diagnosticar e são considerados incuráveis ​​por muito tempo. Ele não desenvolveu muito este tema, mas recordo não muito depois de haver assistido a esta conferência que cada um tinha um caso raro que eu me perguntava: “Será que isso é o que ele estava falando?”. Alguns anos depois se apresentou a AIDS e verdadeiramente creio que a AIDS era ao menos um exemplo do que ele estava falando. Eu agora penso que a AIDS é uma doença fabricada.

O faturamento é completamente fraudulento. O acesso aos hospitais será rigorosamente controlado. Esta necessidade de transportar crachá de identificação para circular serão iniciadas aos poucos: hospitais e algumas clínicas, mas aumentará gradualmente para incluir todos em toda parte! O médico independente vai ser uma coisa do passado. Alguns tentarão de forma obstinada se manter, mas a maioria dos médicos trabalharão para instituições de diferentes tipos. O termo HMO não foi usado naquela época, mas dê uma olhada no HMO, é assim que a saúde está sendo manipulada. Finalmente, não haverá lugar em tudo para os independentes depois que o sistema esteja consolidado.

Acompanhe a sequência do documentário, Como será a vida no futuro: A Agenda Oculta da Nova Ordem Mundial.Uma série oferecida por Dinâmica Global e publicada todos os domingos.

Leia também: o vírus Zika é uma mercadoria que pode ser comprada online: quem são as companhias proprietárias do vírus?

Leia também: A guerra contra a liberdade e os propósitos de dominação.


Publicado em dinamicaglobal.wordpress.com

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp http://wp.me/p26CfT-4r8

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA