Gigantesco canhão eletromagnético da Marinha parece assustadoramente poderoso.


A Marinha [nos EUA] tem vindo a trabalhar no aperfeiçoamento de canhões não-convencionais por mais de uma década. Essas armas de fogo que não são projéteis explosivos mas se executam através do uso de eletricidade em vez de química de propelentes — mas o que torna tão mortais é a alta velocidade em que os projéteis viajam depois de serem atirados.

Rápido quanto, você pode perguntar? Nós estamos falando de velocidades de até Mach 6, ou seja, cerca de 4.600 km/h, de acordo com o Escritório de Pesquisa Naval.

A demosntração acima é de um vídeo de um teste de fogo da BAE Systems construído arma realizado em novembro do ano passado e lançado esta semana.

Conforme nossos amigos no Popular Mechanics, o canhão seria testado no mar sobre o USNS Trenton este ano, mas esse teste foi adiado. O futurista USS Zumwalt, que, supostamente, é capaz de acomodar uma arma poderosa, tem seus próprios problemas com seu sistema de armas fantasioso-imaginativo e munições escandalosamente caras.

O canhão tem sido anunciado como futura capacidade do navio-destruição da Marinha, mas ele vem com uma tremenda desvantagem. Além de seu gigantesco tamanho, há também o fato de que ele poderia exigir um máximo de 25 megawatts de potência, energia que poderia operar quase 19,000 casas, daí porque deve ser um destruidor em primeiro lugar.

Poderia ser melhorado no futuro, mas o canhão é puro poder, alcance e o fato de que ele não necessita de explosivos a bordo de um navio, aparentemente, vale o investimento da Marinha.

Leia também: Nova corrida armamentista: China desenvolve seu poder naval e lança destroyer Tipo 055.

Leia também: Programa de Navios de Combate do Litoral “Quebrou” a Marinha.


Autor: Kristen Lee

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Foxtrot Alfa

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-4Np

Acompanhe a série “Como será a vida no futuro: A Agenda Oculta da Nova Ordem Mundial” publicada todos os domingos em Dinâmica Global.

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA