Como o encontro de Merkel com Putin enquadra-se nas “ambições da política externa alemã”.




A próxima cúpula entre o presidente russo Vladimir Putin e a chanceler alemã, Angela Merkel, em Sochi, é crítica para Berlim, uma vez que quer tornar-se uma potência em assuntos internacionais, disse Ekaterina Timoshenkova, vice-diretora do Centro de Estudos Alemães do Instituto da Europa a Sputnik Alemanha.

“A visita é significativa para Merkel, que posicionou a Alemanha não apenas como o país líder na União Europeia, mas também como uma nação que representa os valores democráticos no Ocidente e no mundo e que tem de desempenhar um papel mais importante nas relações internacionais, bem como a Rússia e os Estados Unidos, que contam com a promoção dos acordos de Minsk, é importante para a Alemanha progredir para mostrar que pode ser um mediador bem-sucedido nos negócios estrangeiros. Por seu lado, Moscow quer que a Alemanha se torne mais solidária com a posição da Rússia e aplique pressão sobre a Ucrânia”, explicou.

A Alemanha parece ter posto também os olhos na Síria. Como resultado, Berlim não quer que a questão síria seja resolvida unicamente pela Rússia e pelos Estados Unidos, com o mínimo contributo da União Européia.

“A Alemanha está prestando atenção ao que está acontecendo na Síria e além, especialmente se houver a possibilidade de os Estados Unidos e a Rússia chegarem a um acordo, sem qualquer participação da Europa e de Berlim”, disse o analista. “Levando em conta as ambições da política externa da Alemanha a visita poderia ser feita como um sucesso de política externa antes das eleições”.

Putin e Merkel também poderiam discutir as sanções, a questão-chave que afligem as relações bilaterais.

“A política de sanções, que Berlim favorece, vai contra os interesses econômicos da Alemanha, e Berlim está contemplando as medidas que poderia tomar para enfraquecer essa influência, se não contrabalançá-la.

Timoshenkova sugeriu que Putin e Merkel pudessem encontrar um terreno comum durante a visita prevista para o dia 2 de maio. Eles se conhecem bem, o que significa que as conversas podem ser extremamente francas, acrescentou, dizendo que mesmo se não houver avanço, a visita ainda se tornaria simbólica.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Sputnik News.com

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-4Nl

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA