China realiza teste de fogo da nova geração de mísseis balísticos perto da Coréia do Norte.


O Ministério chinês da Defesa Nacional revelou na quarta-feira que as forças armadas testaram com sucesso um novo tipo de míssil no mar de Bohai, o golfo interior do mar amarelo entre a China e a Coréia do Norte.

Um míssil balístico intercontinental Minuteman II desarmado é lançado da base da força aérea em Vandenberg, Califórnia. (Foto: Getty Images)

Uma breve declaração do site do ministério revelou que os militares “alcançaram o resultado pretendido” e o treinamento teve como objetivo aumentar sua capacidade de mísseis e se preparar para potenciais “ameaças à segurança nacional”.

Embora não tenha especificado detalhes, incluindo quando o teste de mísseis ocorreu e o tipo de mísseis utilizados, uma foto que mostrou um possível naufrágio do míssil com as letras “E / ADF-26B” está fazendo rodadas na Internet, relatou o sítio Global Times. Vários especialistas acham que é um míssil balístico DF-26 de alcance intermédio modificado, que é denunciado pelos internautas como o “Assassino de Guam” devido à sua capacidade de realizar golpes de precisão intermediária contra as bases dos EUA em Guam.

Não está claro se o teste de mísseis deve servir de aviso para os EUA ou a Coréia do Norte.

Pequim expressou consistentemente sua forte oposição contra a implantação do sistema de Defesa de Área de Alta Altitude de Terminal (THAAD) dos Estados Unidos para a Coréia do Sul, já que os radares poderiam parecer profundamente em Pequim, permitindo que os EUA e seus aliados detectassem melhor os lançamentos de foguetes e os movimentos de aeronaves, informou a notícia da defesa. No entanto, o recente teste de mísseis indica que Pequim está melhorando proativamente suas capacidades de defesa e contra-ataque.

Enquanto isso, a China também exibiu seus bombardeiros auto-construídos, denominados “Flying Leopard”, durante um exercício de fogo ao vivo sobre o Mar da China Meridional. Os caças fizeram uma série de exercícios, incluindo a detecção e expulsão de aeronaves de vigilância militar estrangeira. Os detalhes da referido exercício também não foram conhecidos.


Autor: Charissa Echavez

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Chinatopix.com

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-5mJ

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA