“Ordem Global” é um eufemismo para a Hegemonia de Washington.


O coronel Andrew Bacevich, professor da Universidade de Boston, serviu no Vietnã. Seu filho foi morto servindo no Afeganistão. Ele vem de uma família militar. Eu o conheço. Ele está entre os melhores que o nosso país produziu.

Como já ocorreu antes, ele me salvou de ter que escrever um artigo escrevendo ele mesmo. E ele escreveu melhor.

Bacevich ressalta que o ataque orquestrado contra o presidente Trump baseia-se no pressuposto de que o presidente Trump lançou um ataque ao Estado aberto, liberal, esclarecido, ao direito e à ordem democrática que Washington estabeleceu. Esta ordem mundial liberal de bens é ameaçada por uma Conspiração Trump-Putin.

Bacevich, um raro e honesto americano, diz que essa caracterização da América é um mito de merda.

Por exemplo, a imagem orquestada da América como o grande patrocinador da verdade, da justiça, da democracia e dos direitos humanos não passa desapercebida.

    A “intromissão de Washington em eleições estrangeiras”; planos de golpes e assassinatos no Irã [derrota de Washington de 1953 do primeiro governo iraniano eleito], Guatemala, Congo, Cuba, Vietnã do Sul, Chile, Nicarágua e outros lugares;
    Campanhas indiscriminadas de bombardeio aéreo na Coréia do Norte e em todo o Sudeste Asiático;
    Uma corrida armamentista nuclear que leva o mundo à beira do Armagedon; Apoio a regimes corruptos e autoritários no Irã [o Shah], Turquia, Grécia, Coréia do Sul, Vietnã do Sul, Filipinas, Brasil, Egito, Nicarágua, El Salvador e outros lugares – muitos deles abandonados quando considerados inconvenientes;
    A proteção de atividades ilegais através do uso do veto do Conselho de Segurança; Guerras ilegais lançadas sob falsos pretextos; “Entrega extraordinária”, tortura e prisão indefinida de pessoas sem qualquer aparência de processo devido [a evisceração da Constituição dos EUA]”.

Em outras palavras, Washington é o oposto de como orquestra seu retrato. Não existe tal como “internacionalismo liberal”. Todo o “internacionalismo liberal” significa a hegemonia americana sobre os países idiotismos que participam do “internacionalismo liberal”.

O presidente Trump está com problemas, diz Bacevich, porque

    “Ele não parece inclinado a perpetuar a hegemonia americana”.

A hegemonia americana é o deus dos neoconservadores e “a ameaça russa” é o salvador do orçamento anual de US$ 1,1 trilhão do complexo militar/segurança. O presidente Trump é uma ameaça para ambos.

Aqui está a coluna do coronel Andy Bacevich:
http://www.theamericanconservative.com/articles/the-global-order-myth/


Autor: Dr. Paul Craig Roberts

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Global Research.ca

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-5mF

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA