Aumento da pressão militar em todas as frentes. A ameaça da guerra global.


Audiências entre os EUA e os russos: travadas novamente em sua armadilha.

“… não se deve confiar em discursos como os dos cavalheiros, pois, nessas ocasiões, os cavalheiros gostam de dizer coisas agradáveis, mas tem pouca ou nenhuma importância e, uma vez proferidas, são esquecidas para sempre, mas reconhecidamente, na próxima ocasião, alguém foi pego novamente na armadilha deles. “(Franz Kafka)

Com estas palavras, Kafka descreveu a condição moderna, cada um de nós preso na teia pegajosa de tecnologia e engano projetada para nos manipular, para agir e pensar contra nós mesmos, para aceitar o papel de macacos aos quais é oferecido bananas em uma gaiola, entregando a luta para escapar dela.

O elemento mais perigoso dessa tecnologia é a inundação constante e crescente de imagens de guerra, de “terror”, de cidades destruídas, de culturas apagadas, de sistemas socioeconômicos progressistas inteiros desarmados ou ameaçados de destruição, não pelos “terroristas” mas pelos estados que declararam sua “guerra ao terror”, pelos estados que, na realidade, criaram o terror em todas as suas formas; O pior é a ameaça constante de aniquilação instantânea e universal em uma guerra nuclear.

Essa ameaça, a ameaça da guerra nuclear é mais perigosa com cada dia que passa, quando vemos a acumulação da OTAN ao longo das fronteiras ocidentais da Rússia, fazendo ecoar a construção nazista antes da invasão em 1941, a invasão da Síria pelas forças americanas e aliadas, a retórica histérica e os movimentos militares contra a Coréia do Norte e o crescente desprezo pela soberania chinesa. Qualquer uma dessas ameaças dos Estados Unidos pode levar à guerra nuclear, mas a ameaça que nos preocupa é a única contra a Rússia, porque uma guerra nuclear com a Rússia é, como o presidente Putin ressaltou recentemente, sem sobreviventes. No entanto, é a ameaça contra a Rússia que está construindo, construindo, construindo; Aumentou a pressão militar em todas as frentes, o aumento da guerra econômica, chamada de “sanções”, aumentou a guerra híbrida, desde pirataria de sistemas informáticos russos até ataques diretos às forças russas na Síria, desde expulsão de diplomatas até abuso verbal e assassinato de embaixadores. Mas a extensão do perigo deve ser vista não fora dos Estados Unidos, mas na turbulência política interna que está ocorrendo nos Estados Unidos.

Sua propaganda contra a Rússia como o “inimigo” tentando destruir a América através de várias formas de subversão é a tarifa diária em todos os meios de comunicação de massa. A alegada subversão é declarada como fato. O fato de que as alegações são manifestamente absurdas não significa nada quando aqueles que moldam a opinião se recusam a dizer isso e mentam abertamente às pessoas com todas as palavras que pronunciam. Mas o nível da ameaça contra a Rússia é sinalizado pela vontade entre a facção de guerra de sacrificar qualquer um, independentemente de quem é ou de que posição, para promover esta propaganda. Agora observamos como o Congresso dos EUA realiza audiências em que altos funcionários do governo são chamados a se defender contra acusações de terem tido conexões russas. O presidente do país está sujeito a uma quantidade de acusações de traição.

Este escândalo não é apenas sobre a disputa entre a parte perdedora nas eleições dos EUA e o partido vencedor com os perdedores dispostos a arriscar a segurança das pessoas do país em uma tentativa de tomar o poder que lhes negou a urna. Há um elemento disso. A facção de guerra quer ter o dedo diretamente no botão. As eleições e a democracia não significam nada para eles, desde que tomem o poder. Mas eles poderiam ter usado qualquer escândalo para tentar fazer isso. Eles inventaram a “ameaça russa à democracia” porque querem guerra com a Rússia e para convencer os povos dos Estados Unidos e do mundo de que essa guerra é necessária e justa, estão dispostos a destruir até seus próprios líderes e o sistema democrático de seu país, tão fraco e não representativo das necessidades das pessoas como é, para alcançar seu propósito.

Quanto mais este espetáculo nos Estados Unidos pior será. Mas aqueles que estão sob ataque não parecem entender o que está acontecendo com eles, que estão sendo usados ​​para promover esta propaganda, que estão sendo configurados como bodes expiatórios e, na verdade, eles também brincam com o jogo, com Jeff Sessions, o Procurador-Geral dos EUA, hoje, 13 de junho, dizendo ao comitê de investigação do Senado dos EUA que a acusação de “coludir” com a Rússia era “uma mentira espantosa e detestável”, mas desempenhando seu papel neste show de propaganda, acrescentando,

    “Que ele estava preocupado, o presidente não percebeu a gravidade da ameaça da interferência da Rússia que nunca pode ser tolerada”.

O ex-diretor do FBI James Comey, um homem com conexões no estado profundo, testemunhou ao mesmo comitê que ele foi demitido por causa de sua investigação sobre as alegações russas, embora ele não tivesse fornecido nenhuma prova de que havia algo a investigar. Novamente, os fatos não importam. O único que importa é a impressão deixada, que a Rússia tem e está tentando subverter os Estados Unidos e conseguiu infiltrar seus agentes na presidência e nos altos níveis do governo e militares.

Para avançar ainda mais este tema de propaganda, são necessários purgamentos para adicionar ao drama e vimos Comey sair, o general Flynn demitir-se e outros forçados a sair do escritório ou ameaçados com ele. Mas o principal objetivo dessas audiências e a cobertura de mídia de massa deles é gerar hostilidade dos povos em relação à Rússia, e isso parece ser bem-sucedido, como as pesquisas indicam. O próximo nível da guerra de propaganda será criar uma situação tão intensa nos Estados Unidos que os apelos à guerra pelas pessoas serão a reação natural de sua indignação e, em todo caso, é isso que a facção de guerra e a mídia nos dirão, que as pessoas exigem ação.

O presidente Putin pode se encontrar com celebridades como Oliver Stone para corrigir os fatos e declarar a verdade. Ele pode dançar com sucesso nos círculos em torno de jornalistas americanos dirigidos por bolhas em entrevistas, mas ele não pode controlar os meios de comunicação no ocidente que raramente permitem que os pontos de vista russos sejam ouvidos. Ainda deve ser feita a tentativa.

Os Estados Unidos estão em crise. Os jogos jogados são perigosos para as pessoas. A lógica das exigências feitas por aqueles que fazem as alegações significa que o presidente Trump deve demitir-se ou ser acusado de traição. Se ele se recusar a ir, haverá tentativas de forçá-lo. Se ele for forçado a sair, as pessoas que votaram por ele e apoiam-no sentirão enganadas e reagirão. E quem deve substituí-lo? Só pode ser uma das facções de guerra ou um fantoche e, se isso não puder ser resolvido de forma pacífica, os militares podem intervir para “administrar” as coisas em um momento de “ameaça” e “urgência”. Houve golpes de Estado antes nos Estados Unidos. Estamos testemunhando outro agora.

Os Estados Unidos estão em crise gerada por pessoas que não tem idéia de como controlar todas as possíveis conseqüências dos eventos que começaram e, por isso, são muito perigosas para si e para o mundo. Enquanto os russos se preparam para o pior e esperamos o melhor que possamos no ocidente, devemos fazer o que pudermos para desafiar a propaganda da guerra, a propaganda de hostilidade e ódio que nos são infligidos pelos criminosos no controle dos governos ocidentais e da mídia ocidental. Cada um de nós é apenas uma voz, mas nossas vozes unidas se tornam um grito e, com nosso grito, podemos nivelar os muros da hostilidade que nos impedem da convivência pacífica que os povos do mundo precisam para continuar a luta pela justiça econômica e social, para a democracia real, o progresso, contra as forças de reação e fascismo que sempre nos ameaçam. Não vamos ser “pegos de novo na sua armadilha”.


Autor: Christopher Black

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: New Eastern Outlook

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-5mS

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA