Os russos conhecem a segurança como o principal objetivo da política externa.


Foto: Vladimir Fedorenko / Sputnik

A maioria dos russos vê a garantia de uma vida segura e pacífica como o principal objetivo da política externa de sua nação, além de restaurar a autoridade da Rússia no cenário internacional, mostrou uma nova pesquisa de opinião pública.

Cinquenta e nove por cento dos russos vêem o principal objetivo da política externa como garantia de uma existência pacífica e segura para o país, de acordo com um estudo realizado pelo centro sociológico independente Levada.

Pouco abaixo da metade (49 por cento) dos entrevistados mencionou a restauração da autoridade da Rússia no mundo como o principal objetivo, enquanto 41 por cento disseram que os diplomatas e políticos russos devem priorizar a proteção dos produtores nacionais em conflitos econômicos.

A pesquisa permitiu aos entrevistados escolher várias respostas de uma lista.

Outras prioridades mencionadas foram manter relações amigáveis ​​com as principais nações do mundo (27 por cento), combater a ameaça do terrorismo e resolver conflitos em hotspots (21 por cento), resistindo a crescente influência dos EUA e seus aliados (19 por cento) e expandindo a Rússia Influência própria (14 por cento).

Os resultados do estudo Levada refletem os dados de uma pesquisa realizada em março deste ano pela agência sociológica estatal VTSIOM. Naquela época, os pesquisadores estabeleceram que 75 por cento dos russos pensavam que o governo não deveria ceder às pressões estrangeiras ou mudar suas políticas, argumentando que as sanções econômicas ocidentais estão prejudicando os dois lados e acabarão por ser levantadas.

Apenas 18 por cento dos entrevistados disseram que as sanções estão causando sérios danos à economia russa e que o governo deve tomar medidas para provocar o cancelamento.

Além disso, 59 por cento dos russos disseram que estavam prontos para sofrer dificuldades econômicas por razões de manutenção da atual política externa. Pouco mais de um terço – 34 por cento – disse que consideravam que o preço da estratégia de política externa atual era muito alto.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: RT.com

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-5Jf

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA