A consequência absurda do discurso de gênero entorpecendo as mentes: Fatos fornecidos pela propaganda onde quer que olhemos.


Eis uma notícia que circulou no início do mês de agosto, que você não viu na tv e não ficou sabendo. Aqui está a primeira publicação de Paul Craig Roberts no dia, a atualização para esta publicação dele vem na próxima postagem.

A censura ataca dogmas, posturas, autoridade, doutrinas, ordens, princípios, código de conduta, instituições, normas.

A Rússia está sob ataque econômico e de propaganda dos EUA. Além disso, os EUA cercam a Rússia e a China com bases militares e de mísseis, levando ambos os países à conclusão de que Washington está preparando um ataque nuclear surpresa. Apesar do alto nível de ameaça que Washington representa para as duas potências nucleares, a imprensa russa de língua inglesa ainda pode encontrar tempo para nos alertar para a crescente perseguição dos homens americanos em favor dos mitos feministas.

RT relata um memorando (ver aqui) enviado por um engenheiro do sexo masculino no Google. O memorando cometeu o delito inadmissível de desafiar a alegação feminista de que as mulheres são pagas menos do que os homens em ciência e tecnologia por causa da discriminação masculina contra as mulheres. O engenheiro expressou um argumento convincente, uma vez entendido como a verdade óbvia, que, apesar do sexismo e de tudo isso, existem “diferenças nas distribuições de traços entre homens e mulheres”. Ele lista traços masculinos e traços femininos e nenhum lugar diz que as características femininas são menores Importante, apenas que eles se encontram em diferentes áreas. A diferença entre os sexos é natural, diz o funcionário da Google em um memorando “internamente viral” de 10 páginas.

O engenheiro diz que a verdade sobre as diferenças masculinas/femininas não pode mais ser proferida, por causa da “nossa cultura desconcertante” que as feministas e a Identidade Política criaram. Somos obrigados a ignorar todas as evidências factuais, porque a evidência não apoia a ideologia.

O engenheiro, até agora não descoberto e ainda não despedido (isso já ocorreu veja aqui), foi denunciado pelo novo vice-presidente da Google para Diversidade, Integridade e Governança, Danielle Brown – uma mulher, é claro – para avançar “hipóteses incorretas sobre gênero”. Não há evidências científicas conhecidas atestando a incorreção da exposição do engenheiro, e mesmo que houvesse ali não é incomum os americanos ter opiniões erradas. O que Danielle Brown pretende transmitir é que o que todos sabemos ser verdade é inconsistente com a ideologia feminista e, portanto, inadmissível.

A pergunta não solicitada e sem resposta permanece. Como uma cultura, ou apenas uma competência comum, sobrevive quando a propaganda é elevada sobre o fato?


Autor: Paul Craig Roberts

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Paul Craig Roberts.org

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-5Jg

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA