Ações criminosas de Trump na América Latina, podem levar à guerra no continente – Rousseff à RT.


As tentativas de Washington de interferir na política na América do Sul, inclusive na Venezuela, são “extremamente perigosas” e “podem levar à guerra civil”, disse a ex-presidente brasileira Dilma Rousseff à RT. Ela acrescentou que os EUA já cometeram erros no Oriente Médio, o que só levou ao fortalecimento do Estado islâmico (IS, anteriormente ISIS / ISIL).

“Nosso continente vive em paz há 140 anos. Qualquer tentativa de interferir no processo constitucional legítimo na Venezuela, inclusive ao forçar uma eleição presidencial, é extremamente perigosa, pois isso pode levar a uma guerra civil”, disse a política brasileira em entrevista à RT em Moscow.

A Venezuela foi submetida a novas sanções de Washington sob o presidente Donald Trump, que chamou seu governo de “ditadura”. Em meio a protestos de oposição maciça no estado latino-americano, os EUA afirmam que o governo venezuelano está a criticar a democracia. Em agosto, o líder dos EUA também mencionou uma “opção militar” contra o presidente venezuelano, Nicolas Maduro.

Caracas, por sua vez, acusou Washington de intrometer-se em seus assuntos internos, chamando os EUA de “agressores” que desejam uma mudança de regime em um país estrangeiro através do “terrorismo político e psicológico”.

Dizendo que é difícil analisar e prever as ações de Trump, a ex-líder do Brasil disse que a única coisa que ela pode dizer com certeza é que ela considera esse comportamento “extremamente irresponsável e até mesmo criminoso”.

O governo venezuelano não concorda em transferir o poder para a oposição de forma pacífica, disse Rousseff, acrescentando que, embora não possa analisar a natureza das forças anti-governo locais, a história moderna internacional mostrou que os EUA “muitas vezes se enganaram em relação às oposições.”

“[Washington] diz:” Esses são defensores da democracia”. Eles também disseram sobre as forças da oposição na Síria. E o que aconteceu com essa oposição? O Estado islâmico emergiu, o que não tem nada a ver com a democracia”.

Agora, com “Trump não descarta a possibilidade de intervenção militar na Venezuela”, é claro que os EUA querem usar o mesmo cenário na América Latina, disse a política brasileira, mais uma vez advertindo contra uma guerra civil na região.

“Isso nunca terminou bem”, disse ela.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: RT.com

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-64w

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA