Tropas estrangeiras no Brasil.


Há realmente tropas estrangeiras acantonadas em território brasileiro, na riquíssima província mineral de Roraima?

Estão realmente empenhadas em manobras militares na selva, com todos os estragos ambientais daí decorrentes?

Estão elas sendo vigiadas e controladas pelo ar por nossos serviços de vigilância, defesa e contra-espionagem, de nosso Ministério da Defesa e Comando Geral das Forças Armadas?

Esse convite esdrúxulo a três países para manobras militares em nosso País, sem nenhuma razão objetiva para isso, partiu da vontade pessoal e individual de nosso atual Presidente, ou foi decisão técnica de nosso comando geral de Defesa, órgãos militares e estratégicos, e altas autoridades do Ministério de Relações Exteriores?

Foram consultados os órgãos de defesa de nosso patrimônio mineral, e da preservação da Amazônia?
Qual a situação dos moradores da Região, cercados por estrangeiros armados e bem equipados?

Aliás, quais os equipamentos constantes dessas tais manobras, sua quantidade e valor e potencial agressivo e destrutivo?

Quem comanda cada um dos segmentos militares estrangeiros, e qual é o comandante geral das operações, em que consistem elas, e qual sua duração prevista?

É verdade ou boato que a situação está sendo aproveitada para pesquisas e extração mineral de nosso precioso nióbio?

Leia também: Do que um país precisa no século 21 para ser atacado por uma superpotência global ou uma coalizão.

Qual a posição de nosso Ministério da Defesa, de nossas Forças Armadas, de nossos órgãos e entidades ambientais, e do Conselho Nacional de Geologia a respeito?

A situação está sendo permanentemente fiscalizada por via aérea por nossos órgãos de Defesa, devidamente bem equipados para detectar atividades subterrâneas ou desmonte geológico?

Está sendo devidamente controlada a possibilidade de haver provocações junto às fronteiras dos países limítrofes por parte dessas tropas que ocupam nosso território?

Esses países vizinhos são Guiana, Venezuela (em relação à qual, os EUA já revelaram intenções hostis), e Colômbia (um dos grandes centros do narcotráfico internacional e crime organizado, com o consequente risco de saque e contrabando de nossos minerais).

Está a Polícia Federal atenta aos desenvolvimentos dessa estadia sui generis de militares estrangeiros em nosso País, sem qualquer consulta à Nação?

Mas… principalmente … qual a posição do Ministério da Defesa e dos comandos gerais de nossas Forças Armadas a esse respeito, que, em situações menos modernosas e futurísticas, estariam hoje ocupadas em expulsar essas tropas de nossas terras, uma vez que não estamos em estado de beligerância contra qualquer país do mundo?

Seria muito importante que fosse amplamente discutida e divulgada essa questão, e a que ponto estamos sendo protegidos da ocupação e do saque estrangeiro seja qual for o pretexto.

Porto Alegre, 20 de novembro de 2017


Autor: Tania Jamardo Faillace, Jornalista e escritora de Porto Alegre, RS, Cidadã brasileira

Sugestão de leitura de Pedro Augusto Pinho

Publicado em dinamicaglobal.wordpress.com

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
https://wp.me/p26CfT-69v

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA