A Rússia pode deixar dois sistemas internacionais de conexão, Internet e Swift.


A lei russa obriga os operadores a armazenar em território nacional os dados pessoais dos utilizadores (usuários-br), mas várias firmas norte-americanas recusam conformar-se com esta regra. Esses dados são ilegalmente transferidos para os Estados Unidos por conta dos Serviços de Inteligência da NSA (National Security Agency) Agência Nacional de Segurança.

Segundo o conselheiro do Presidente Putin para as telecomunicações, German Klimenko, o Departamento de Comércio dos EUA persiste em recusar a internacionalização do controlo da rede de Internet. A Rússia estaria pronta, desde o início de Março, a retirar-se deste sistema dos EUA e a lançar o seu próprio sistema de telecomunicações.

Simultaneamente, o Vice-primeiro Ministro, o economista e jogador de xadrez Arkady Dvorkovich, indicou que os bancos russos, que são penalizados pelas sanções unilaterais dos Ocidentais desde a adesão da Crimeia à Federação, em 2014, teriam montado um sistema alternativo permitindo-lhes retirar-se proximamente do sistema de transferência interbancário Swift.


Tradução: Alva

Fonte: Voltairenet.org

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
https://wp.me/p26CfT-6Ej

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA