Em busca do ouro barato Rússia despeja metade de seus títulos do Tesouro dos EUA, quase US$ 50 bilhões!


Em apenas um único mês em abril, as estatísticas dos EUA mostram.

A Rússia manteve uma grande venda de títulos do Tesouro dos EUA, despejando cerca de US $ 47 bilhões em papéis e deixando momentaneamente seis posições em uma lista dos principais detentores estrangeiros de títulos americanos, mostraram recentemente estatísticas divulgadas em abril.

Em apenas um mês, a Rússia vendeu US$ 47,4 bilhões dos US$ 96,1 bilhões que o país tinha em títulos do Tesouro dos EUA em março. As estatísticas mais recentes divulgadas pelo Departamento do Tesouro dos EUA mostraram que, em abril, a Rússia tinha apenas US$ 48,7 bilhões em ativos americanos, ocupando o 22º lugar na lista dos “principais detentores estrangeiros de títulos do Tesouro”.

A China, que detém a maior parte dos títulos do Tesouro dos EUA, também vendeu cerca de sete bilhões de seus ativos americanos, de março a abril, e agora tem US$ 1,18 trilhão investidos em títulos. O Japão, que está em segundo lugar na lista, no mesmo período, vendeu cerca de US$ 12 bilhões, deixando pouco mais de US$ 1 trilhão em cofres dos EUA. A Irlanda, que tinha US$ 300,4 bilhões em abril, também conseguiu economizar mais de US$ 17 bilhões em ativos dos EUA.

Um título do Tesouro é um título de dívida do governo com juros fixos com maturidade superior a 10 anos. Os títulos do Tesouro fazem pagamentos de juros duas vezes ao ano.

A venda em massa de títulos dos EUA pelos russos segue numerosas rodadas de sanções impostas por Washington contra Moscow. As medidas punitivas visavam alguns dos setores mais importantes da economia russa, limitando o financiamento americano disponível aos bancos e setores comerciais russos em todos os principais setores. ¹

Supressão de ouro em papel nos EUA permite que Rússia e China comprem ouro de verdade a preços de desconto.

Os esforços dos EUA para suprimir os preços do ouro para sustentar o dólar estão permitindo que a Rússia e a China acumulem enormes reservas de ouro físico comprando grandes quantidades do metal precioso a preços significativamente mais baixos.

As compras líquidas do banco central no primeiro trimestre do corrente ano aumentaram 42% em comparação com o mesmo período do ano anterior, totalizando 116,5 mil toneladas, segundo dados compilados pelo World Gold Council (WGC). O número representa o maior total trimestral desde 2014.

As maiores reservas de ouro por país em 2018. As reservas de ouro na Rússia aumentaram de 1857,70 toneladas no primeiro trimestre de 2018 para 1909,80 toneladas no segundo trimestre de 2018. Fonte: Trading Economics.com

Nas últimas duas décadas, a Rússia vem aumentando as compras de ouro físico. Em maio, as reservas de ouro do país subiram para 1.909 toneladas, informou o Ministério das Finanças da Rússia. Desde 2000, as reservas de ouro do país subiram 500%.

A Rússia continuou sendo o comprador de ouro mais prolífico no primeiro trimestre de 2018. Atualmente, o país detém 18% das reservas totais, segundo o WGC.

No mês passado, a Rússia conseguiu forçar a China a ficar entre os cinco maiores detentores de ouro, que também inclui os Estados Unidos, Alemanha, Itália e França. No entanto, a China não está muito atrás, com 1.183 toneladas de ouro registradas em suas reservas nacionais.

A China e a Rússia, juntamente com a Turquia, a Índia e outros países, têm acumulado reservas de ouro agressivamente em uma tentativa de diversificar seus ativos financeiros de reserva do dólar que atualmente serve como moeda de reserva global.

A tendência apresenta uma oportunidade perfeita para os investidores comprarem ouro ou ações em minas de ouro, enquanto colocam o domínio do dólar em risco como a principal moeda de reserva global.

Muitos investidores de ouro dizem que o preço do metal precioso é artificialmente controlado por causa do comércio de ouro em papel nas bolsas ocidentais.

De acordo com Claudio Grass, da consultoria de metais preciosos da Suíça, o volume total negociado no mercado de ouro do mercado de balcão (OTC), em Londres, é estimado em 1,5 milhão de toneladas de ouro. Apenas 180.000 toneladas de ouro foram mineradas até hoje.

“Os golpes de papel em Londres e Nova York explodirão quando o preço do papel cair para zero ou quando apenas uma fração dos investidores insiste em receber ouro físico em troca”, disse Grass à RT. ²

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fontes: 1 RT.com | 2 RT.com

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
https://wp.me/p26CfT-6At

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA