EUA aumentaram as compras de petróleo da Rússia.


Na primeira metade de maio, as empresas americanas compraram cinco milhões de barris de petróleo “Urais” – um volume comparável às exportações de petróleo acumuladas da Rússia para os Estados Unidos de janeiro a abril de 2019.

As razões

O resultado foi uma escassez de óleo pesado de enxofre nos Estados Unidos devido às sanções impostas ao Irã e à Venezuela. Nos EUA, há petróleo leve com baixo teor de enxofre (principalmente WTI), mas não é suficiente para as necessidades atuais dos Estados Unidos.

Política inadequada dos EUA

As principais companhias de petróleo dos EUA – Citgo Petroleum, Valero Energy e Chevron já estão sofrendo perdas devido às ações da administração de Donald Trump. A partir de 28 de abril, o fornecimento de petróleo da Venezuela parou completamente. Como a Arábia Saudita e o Iraque também reduziram a produção de petróleo bruto, a Rússia rapidamente preencheu o vácuo.

Atirou na própria perna

A situação em si é paradoxal, uma vez que a Rússia também está na lista de sanções dos EUA. No entanto, isso não impede que empresas americanas comprem petróleo russo. Supõe-se que, se as sanções contra a Venezuela e o Irã continuarem, o volume de suprimentos de petróleo russo para o mercado dos EUA triplicará até o final do ano. Enquanto isso, partidários de medidas duras contra a Rússia nos Estados Unidos já haviam oferecido o sistema para derrubar a economia petrolífera da Rússia, que está ligada ao orçamento estatal russo e ao complexo militar-industrial. Como você pode ver, esse cenário é impossível. Além disso, agora a Rússia tem um instrumento de pressão sobre os Estados Unidos na forma de suprimentos de petróleo.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Geopolitica.ru

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
https://wp.me/p26CfT-8yd

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA