A Farsa e a Agenda Diabólica de um “Bloqueio Universal”. Se você não resistir a isso será o fim da sua liberdade.


Primeiro vem a farsa, uma (quase) universal mentira governamental ao redor do mundo sobre um vírus mortal, OMS nomeou COVID-19.

A decisão de um bloqueio global – literalmente pelo colapso da economia mundial – já foi tomada na conferência do WEF em Davos, de 21 a 24 de janeiro de 2020. Em 30 de janeiro, a OMS declarou o COVID-19 uma Emergência de Saúde Pública de Interesse Internacional (PHEIC ) Naquela época, havia apenas 150 casos conhecidos de COVID-19 fora da China. Não havia razão alguma para declarar uma pandemia. Em 11 de março, o Dr. Tedros, diretor geral da OMS, transformou o PHEIC em uma pandemia. Isso deu luz verde para o início da implementação O “Plano”.

A pandemia era necessária como pretexto para interromper e colapsar a economia mundial e a base do tecido social.

Não há coincidência. Houve uma série de eventos preparatórios, todos apontando na direção de um desastre histórico monumental em todo o mundo. Tudo começou há pelo menos 10 anos – provavelmente consideravelmente mais cedo – com o infame Relatório Rockefeller de 2010, que pintou a primeira fase de um plano monstruoso, chamado de cenário “Lock Step“. Entre os últimos movimentos preparatórios para a “pandemia” foi o Evento 201, realizado em Nova York em 18 de outubro de 2019.

O evento foi patrocinado pelo Centro Johns Hopkins de Saúde Pública, pela Fundação Bill e Melinda Gates (BMGF) e pelo Fórum Econômico Mundial (WEF), o clube dos ricos e poderosos que se reúne todo mês de janeiro em Davos, na Suíça. Participaram vários produtos farmacêuticos (grupos de interesse de vacinas), bem como os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA e da China.

Um dos objetivos do Evento 201 era uma simulação por computador de uma pandemia de vírus corona. O vírus simulado foi chamado SARS-2-nCoV ou posterior 2019-nCoV. Os resultados da simulação foram desastrosos, matando 65 milhões de pessoas em 18 meses e afundando o mercado de ações em mais de 30% – causando desemprego e falências incalculáveis. Precisamente o cenário do qual estamos vivendo agora o começo.

O cenário da Etapa de Bloqueio prevê uma série de eventos ou componentes assustadores e perturbadores do Plano a serem implementados pela chamada Agenda ID2020, uma criação de Bill Gates, totalmente integrada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU – data prevista para a conclusão – 2030 (também chamada Agenda 2030, a agenda oculta desconhecida para a maioria dos membros da ONU), a mesma data prevista para a conclusão da Agenda ID02020.

Aqui, apenas os elementos-chave como precursor do que o mundo está vivendo agora e do que está por vir, se não o impedirmos – para demonstrar como esse esquema totalmente criminoso foi planejado. Partes do cenário são:

    • Um programa massivo de vacinação, provavelmente através da vacinação compulsória – o sonho e a ideia de Bill Gates é vacinar 7 bilhões de pessoas.

    • Enorme redução da população, um plano de eugenia, em parte, através de vacinação e outros meios (Ref. Bill Gates, “se estamos fazendo um bom trabalho real vacinação, podemos reduzir a população mundial por 10% a 15%”. Consulte “Inovar para Zero!”, fala para o TED2010 conferência anual, Long Beach, Califórnia, 18 de fevereiro de 2010).

    Bill Gates defende há anos a necessidade de uma redução massiva da população – e, de fato, os mais de 20 anos dos extensos programas de vacinação do BMGF na África, Índia e outros lugares ao redor do mundo viram um registro de esterilização involuntária de mulheres entre 14 e 49 anos. Ver Em 2014 e 2015, o Quênia realizou um enorme programa de vacinação contra o tétano, patrocinado pela OMS e UNICEF.

    • Uma identificação eletrônica para todas as pessoas no planeta – na forma de um nano chip, possivelmente injetado junto com a vacinação obrigatória. Este nano-chip pode ser carregado remotamente com todos os dados pessoais.

    • Dinheiro digitalizado, sem mais dinheiro.

    • Lançamento universal de 5G, seguido posteriormente por 6G.

Isso está levando a um controle total de todos os indivíduos do planeta. É vendido ao público como a Internet das Coisas (TIT), significando carros autônomos, equipamentos de cozinha robotizados, inteligência artificial (IA) para a produção e entrega de tudo. O que o discurso de vendas não diz é como os seres humanos seriam marginalizados e escravizados. Para levar adiante este plano diretor, são necessárias ondas de eletroímã de alta frequência. Portanto, a implantação do 5G é uma obrigação, não importa qual seja o impacto à saúde sobre os seres humanos, a fauna e a flora – e não importa como ele possa influenciar as infecções virais, como possivelmente o atual COVID19.

A OMS permanece silenciosa, apesar de admitir que nenhum estudo oficial independente foi realizado sobre os perigos do 5G – e dos campos eletromagnéticos em geral. Isso significa que a OMS é cooptada pelos Grandes e Poderosos neste discurso mortal? – Basta dizer que, diferentemente de outras agências da ONU, a OMS foi criada em 1948 pela Rockefeller Foundation (RF) – veja The Lancet. Também é digno de nota que cerca de metade do orçamento da OMS provém de fontes de interesse privado, principalmente a indústria farmacêutica, mas também outras, como os gigantes das telecomunicações.

Este é um precursor para entender como as coisas estão sendo planejadas. Pode ajudar a conectar os pontos para o que está por vir.

Isso também pode nos ajudar a entender o que está acontecendo no momento, na primeira fase do cenário Lock Step. Retrata em cores vivas a natureza criminosa do Estado Profundo das Trevas.

Não importa o colapso do mercado de ações – essa é a síndrome do especulador, os riscos das pessoas ricas, pois o mercado de ações é uma invenção ocidental para brincar com capital e ganhos de capital em detrimento dos trabalhadores, cujas vidas dependem do funcionamento desse capital. Eles são os primeiros a partir, quando o Big Money pede uma fusão – ou uma falência.

Agora, a quase universal e justificada por NADA quarentena, bloqueio total de todos os negócios, pequenos ou grandes – restaurantes, construção, turismo, pequenas e grandes lojas de ferragens, padarias, linhas aéreas, transporte – cadeias de suprimentos interrompidas – fábricas, processamento de alimentos – e isso continua indefinidamente..

No Norte Global, cerca de 90% das transações comerciais emanam de pequenas e médias empresas (PME). Quase todos estão fechados agora. Dois terços ou mais deles podem nunca abrir novamente. Empregados e trabalhadores são demitidos ou são reduzidos ao trabalho de meio período, o que significa remuneração em meio período – mas ainda precisam sustentar suas famílias. A pobreza e o desespero se instalam e se tornam desenfreados. Não há futuro à vista. As taxas de suicídio aumentarão – veja a Grécia na crise de 2008/2009 – e até dez anos depois – famílias desfeitas, execuções hipotecárias, famílias expulsas de apartamentos de aluguel porque não podem mais pagar seus aluguéis. Mendigar na rua se torna normal, exceto que não resta mais ninguém para gastar um centavo.

Na Europa, espera-se que pelo menos um terço a talvez 50% ou mais da força de trabalho – dependendo do país e da estrutura da força de trabalho – esteja desempregado ou será reduzido a tempo parcial. E isso é apenas o começo. Nos EUA, os números oficiais de desemprego são superiores a 23 milhões – e são esperados, pelas previsões do FED, Goldman Sachs, Bloomberg – de atingir entre 32% e 40% no próximo trimestre. As falências podem sair do controle.

O FMI prevê para 2020 uma contração econômica mundial de apenas 3% – e uma pequena taxa de crescimento no final de 2021. Que ridículo! – Em que planeta essas pessoas estão? A quem eles estão tentando enganar, e por quê? Talvez para incentivar os países a emprestar enormes quantias de divisas dessas instituições predatórias de Bretton Woods, FMI e Banco Mundial – a se envolverem profundamente em dívidas, pensando que, com as previsões do FMI, elas ficarão bem? – Mais escravização por engano?

Este é o Norte Global – que tem algum tipo de rede de segurança social, por mais frágil que seja -, há uma esperança de alívio. Outra lasca de esperança é construída nas premissas que a humanidade vai estar constantemente a criar – trabalhar engenhosamente, inventando -se movendo para a frente, fluindo como um rio em direção a novos horizontes, a criação de novas dinâmicas, novos postos de trabalho… sim, isso é o que a humanidade pode fazer – e, no nosso conforto, temos esquecido essa virtude, uma virtude essencial para a sobrevivência – sobrevivência da coroa crise.

O Sul Global – ou países em desenvolvimento – apresenta uma história mais sombria. Sob circunstâncias normais, um terço à metade da economia é informal, o que significa que não é rigoroso com nenhuma norma de organização formal ou legal. São trabalhadores de curto prazo, trabalhadores diários, por hora – vivendo de mão em boca, sem economia, sem redes de segurança – e na maioria dos casos sem cobertura de saúde. Eles são deixados aos caprichos do “mercado”, literalmente. Agora o mercado entrou em colapso.

Não sobrou nada. Sem trabalho, sem renda, sem dinheiro para pagar por comida, aluguel, remédios – e o governo ordena que eles, atingidos pela pobreza, fiquem ‘em casa’ – ‘bloqueio’ em quarentena – para se protegerem de um vírus, um vírus de imposição que ninguém vê, mas o governo e a mídia precisam garantir que você esteja ciente – e ASSUSTADO – de seus perigos que você nunca sabe se são verdadeiros ou falsos.

Confinamento em “casa”? – onde fica em casa? O lar se foi. Sem dinheiro para pagar aluguel. Mantenha distância social – não se reúnam. Fique longe. A infecção pode se espalhar. O medo é a essência.

Pegue uma cidade como Lima, Peru. População total do Peru cerca de 30 milhões. Lima, cerca de onze milhões – dos quais cerca de 3 a 4 milhões vivem nas margens ou abaixo – nas favelas, ou pior. Trabalhadores diários ou a cada hora. Eles vivem às vezes horas longe do local de trabalho. Agora, não há mais local de trabalho. Eles não têm dinheiro para pagar pela comida, transporte ou aluguel – os proprietários os colocam nas ruas, os expulsam de suas propriedades. Como eles podem ficar em confinamento? Como eles podem cuidar de si mesmos em quarentena – bloqueio – sem abrigo, sem comida – procurando desesperadamente ganhar dinheiro suficiente para sobreviver outro dia – e talvez compartilhar com suas famílias? Eles não podem.

A proteção de bloqueio (sic-sic) é apenas para os ricos. Os pobres passam fome com crianças e famílias – e possivelmente com a doença da coroa. Eles vivem dentro dos círculos de pobreza e miséria, onde não há nada a perder. Ninguém tem nada. Nem mesmo em solidariedade. Simplesmente não há nada. Privação total, causada por uma paralisação econômica total – imposta ao mundo e especialmente aos pobres por homens maus – e talvez também por mulheres más.

Esses 3 a 4 ou 5 milhões de pessoas, todos vieram em um ponto ou outro das províncias rurais, para as quais o governo não faz nada, ou não o suficiente para mantê-las lá. Assim, em busca de uma vida melhor, eles abandonam seus ‘çhacras’ (pequenos lotes de terra) e se mudam para a Cidade Grande – para o paraíso – onde são relegados a viver com mais miséria do que em seus assentamentos pobres na província. Eles suportam – sempre com esperança. Agora isso – a crise de corona causada pelo homem – tornou a vida ainda pior, muito pior para eles. Não há nenhuma ou está longe o suficiente a doação do governo – ou ela vêm tarde demais ou se perde na corrupção.

Em solidariedade eles se reúnem. Eles precisam voltar às suas origens provinciais, aos seus çhacras, às suas famílias – onde conseguirão abrigo e comida, onde novamente poderão se sentir “em casa” e amados ou pelo menos bem-vindos.

Um governo militar ditatorial os impede de sair – por razões de segurança, é claro – eles podem infectar outras pessoas – a farsa continua. E ninguém diz espiar. Ninguém ousa, por medo de ser trancado. Brutalidade policial – paulada, gás lacrimogêneo – repressão – sem abrigo – sem comida. Até que o governo todo-poderoso central decida “organizar” o repatriamento – por ônibus, mas não há capacidade suficiente, nem a organização – o caos surge – e o lote fica pior – e quanto pior pode ficar? A fome atacará, os tornará cada vez mais fracos, mais propensos a doenças e a morrer – não do COVID19, mas da fome. Mas, conforme as estatísticas vão, DEVE ir, por ordens dos Mestres, essas mortes serão automaticamente atribuídas à pandemia do corona.

Lima é apenas um exemplo – seu representante provavelmente para a maior parte da América Latina, exceto Venezuela, Nicarágua e Cuba – onde, em meio à miséria, ainda há um senso de solidariedade unindo o povo – onde o governo se posiciona com as pessoas, no entanto, onde as pessoas sofrem mais severamente, por causa das sanções ocidentais – elas estão literalmente sendo assassinadas por sanções ocidentais – principalmente os Estados Unidos da América. Uma nação genocida.

O New York Times (22 de abril de 2020) relata: ‘Em vez de coronavírus, a fome nos matará. ‘Crise alimentar global se aproxima. O mundo nunca enfrentou uma emergência de fome como essa, dizem os especialistas. Pode dobrar o número de pessoas que enfrentam fome aguda para 265 milhões até o final deste ano.

Além disso, pelo NYT –

    “Em Kibera, a maior favela de Nairóbi, no Quênia, os moradores já vivem em extrema pobreza. O desespero de comer provocou uma debandada durante uma recente distribuição de farinha e óleo de cozinha, deixando dezenas de feridos e duas pessoas mortas.”

    “Na Índia, milhares de trabalhadores estão fazendo fila duas vezes por dia para pão e legumes fritos para manter a fome sob controle.”

    “E na Colômbia, famílias pobres penduram roupas e bandeiras vermelhas nas janelas e varandas como sinal de que estão com fome.”

Isso lembra a infame citação de Kissinger dos anos 1970 sobre a fome,

“Quem controla o suprimento de alimentos controla as pessoas – a citação continua dizendo:

“Quem controla a energia pode controlar continentes inteiros; quem controla o dinheiro pode controlar o mundo.”

Kissinger, como os Gates, os Rockefellers são “bem-intencionados”: eles nunca fizeram segredo de seu desejo de reduzir a população mundial em um formato que lembra a eugenia, “erradicando a pobreza”, por exemplo através da vacinação – a partir de África.

Gates sugeriu recentemente que ele experimentaria sua nova vacina contra a coroa na África – contra a qual até seu amigo, Dr. Tedros, diretor geral da OMS, protestou.

A pandemia de coronavírus trouxe pobreza e fome a milhões de pessoas em todo o mundo. E não há fim à vista.

Pelo contrário, parece que quase todos os governos são cooptados ou tacitamente coagidos a aderir às “diretrizes”.

É diabólico e além da compreensão. Por quê? As “elites globais” realmente acreditam que estão contribuindo para o futuro e o bem-estar da humanidade. No entanto, suas ações resultaram na mais abjeta miséria, desemprego e desespero.

Sem essas medidas coercitivas, dificilmente se poderia explicar por que quase todos os governos do planeta se submetem a essa horrível agenda social e econômica – e mentem, mentem, abjuram mentiras – ao seu povo. As mesmas pessoas que eles devem proteger contra o desemprego, a fome e o desespero.

Sob circunstâncias “normais” da desigualdade predatória em nosso mundo, cerca de 9 milhões de pessoas morrem anualmente de fome e doenças relacionadas à desnutrição. Agora, esse número pode disparar exponencialmente. Talvez em dezenas de milhões, ou mais.

A fome e a morte por fome poderiam ser ainda mais afetadas pela escassez de alimentos causada artificialmente, ou por secas ou inundações – resultantes de mudanças climáticas propositadamente provocadas pelo homem – não através do ridiculamente apontado CO2 que causou o aumento de temperatura – mas pelo avançado sistema HAARP da Força Aérea dos EUA (HAARP = Programa de Pesquisa em Auroral Ativo de Alta Frequência).

“Durante a guerra do Vietnã, foram utilizadas técnicas de semeadura de nuvens, a partir de 1967, no âmbito do Projeto Popeye, cujo objetivo era prolongar a estação das monções e bloquear as rotas de suprimento inimigo ao longo da trilha de Ho Chi Minh”. Hoje, o sistema HAARP foi aperfeiçoado e armado. De acordo com o documento final AF 2025 da Força Aérea dos EUA, modificação do clima (para uso militar):

    “Oferece ao combatente uma ampla gama de opções possíveis para derrotar ou coagir um adversário…

    “A modificação climática se tornará parte da segurança nacional e internacional e pode ser feita unilateralmente … Poderia ter aplicações ofensivas e defensivas e até ser usada para fins de dissuasão. A capacidade de gerar precipitação, neblina e tempestades na Terra ou modificar o clima espacial … e a produção de clima artificial fazem parte de um conjunto integrado de tecnologias [militares].”

Sob o programa de vacinação forçada proposto pela Fundação Gates – aqueles que recusarem a vacinação podem, por exemplo, não conseguir viajar.

A miséria abjeta que é propositadamente imposta à humanidade se torna cada vez mais visível. Além de acabar com os bens das pessoas e das empresas, é pobreza e fome …

Atualmente, não existe um tribunal do tipo Nuremberg, honesto, ético e poderoso o suficiente para responsabilizar as elites globais e levá-las à justiça.

Nós, as pessoas, temos que assumir o reinado nessa mudança de paradigma em andamento.

Nós, o povo, temos que sair desse bloqueio atroz.

Não é de confronto, mas com sabedoria e conhecimento. Deixar as forças ferozes do inimigo fortalecer nossa fraqueza – e nos fazer vencer.

    Um bom general não gosta de agressão

    Um bom guerreiro não conhece o ódio

    Se você quer conquistar seu inimigo, não o confronte.

    Coloque-se abaixo dele

    Isso é chamado de poder de não lutar

    Isso está usando a capacidade dos homens

    Isso é chamado desde os tempos antigos, para estar em harmonia com o céu,

    E é o maior poder que existe ( Tao 68 )


Autor: Peter Koenig

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Global Research.ca

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
https://wp.me/p26CfT-a4l

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA