:: História desconhecida dos 200 super-homens que fizeram recuar poderoso exército da OTAN.


Lendo sobre a Ucrânia, me lembrei do meu livro sobre Kosovo e dos 200 super-homens.

E deu para escrever um artigo, que espero vocês compreendam…

Nunca pensei que na vida real, eu iria tomar conhecimento da existência, não de um super-homem, mas de 200 super-homens; a história é digna de constar nos anais dos super-homens.

Conforme os meios informativos do Ocidente, em Kosovo se encontrava o maior exército já criado depois da segunda Guerra Mundial. São navios de guerra, mais de l.000 aviões de combate, os mais modernos helicópteros de ataque do Mundo, muitas centenas de tanques, carros de combate, e muitas dezenas de milhares de soldados armados até os dentes. E do lado oposto, ao da entrada desse super exército, entram 200 (duzentos) não arrogantes soldados russos, que se deslocam rapidamente, a fim de ocuparem, como lhes ordenaram, o aeroporto de Prístina, a capital de Kosovo!

Displicentemente, sem nenhuma propaganda organizada (como estamos cansados de ver, quando do deslocamento de qualquer unidade militar da OTAN) eles ocupam e aguardam a chegada do super exército cujo comandante, de antemão (eu vi na TV), em declarações à imprensa, informa que dará em seu QG, no aeroporto de Prístina, uma entrevista, sob os objetivos desse super exército em Kosovo.

Os super-homens aguardem com muita calma, a coluna avançada do super exército, que logo ao chegar às portas do aeroporto, é barrada e mandada de volta de onde vieram. O comandante em chefe do super exército, nada pode fazer, a não ser dar a entrevista aos jornalistas, não no interior do confortável aeroporto, mas no meio da estrada que o levaria ao mesmo, e pior ainda, debaixo de uma chuva violenta! No dia seguinte, foram mandados alguns oficiais, para tentarem forçar os super-homens a deixá-los passar; e a resposta, que nos dias subsequentes, muitos outros oficiais iriam ouvir, foi NIET! (Para os brasileiros que não sabem o significado: o NIET é NÃO!) Eram só duzentos, enfrentando a concentração militar nunca vista, depois da Segunda Guerra Mundial! Vários aviões de guerra e helicópteros sobrevoaram suas cabeças, enquanto chega pela estrada em direção ao aeroporto uma coluna motorizada, com mais de cem tanques e carros de combate, numa última tentativa de forçar a abertura da estrada bloqueada por esses gigantes!

Depois…, é para ficar na historia, como a mais vergonhosa derrota sofrida pela OTAN e seu super poderoso exército, vimos dois calmos soldados russos se aproximando e dando mais uma vez, depois de ouvirem as ameaças e as pressões dos oficiais que se dirigiam a eles, a celebre palavra que vai ficar na Historia – o NIET! Passados alguns minutos, depois que os oficiais da OTAN se retiraram, a coluna começou a se mexer em direção aos dois soldados russos, que impassíveis, davam com a mão, o cérebro sinal: FORA! E o super exército, com os seus oficiais de cabeças baixas, simplesmente fizeram uma volta e se afastaram dos homens, que eles gostariam (talvez em sonhos) comandar!

Creio que se a OTAN tivesse mais um tanto desses homens, teria invadido Kosovo e não, esperaria covardemente, depois de ter bombardeado a população Iugoslava durante 78 dias, a permissão dada pelo próprio exercito Iugoslavo, para entrar.

Imaginem agora caros amigos, na Criméia, só com (declaração da OTAN) 20.OOO soldados russos, a OTAN, para repetir o mesmo da Iugoslávia, precisaria mais de 100.000 aviões e talvez um milhão de soldados, que já devem estar cansados de apanharem na Coreia, Vietnam, Iraque e Afeganistão!

Autor: Armando Costa Rocha.

Fonte: http://port.pravda.ru/news/sociedade/01-04-2014/36531-ucrania-0/