As bases ultra secretas da Rússia


A imagem de satélite examinada do Monte Yamantau, com altitude de 1640 m é o ponto mais alto do Sul dos Urais, Russia. .

Mais de 400 modernos mísseis balísticos intercontinentais ICBMs marítimos e terrestres, 8 submarinos de mísseis balísticos, aproximadamente 20 submarinos de ataque de propósito geral, mais de 50 navios de superfície e perto de 100 naves espaciais de objetivo militar, mais de 600 aviões modernos, inclusive caças da quinta geração, mais de mil helicópteros, 28 conjuntos regimentais de sistemas de míssil terra-ar S-400, 38 conjuntos de divisão de sistemas de defesa aérea Vityaz, 10 conjuntos de brigada de sistemas de mísseis táticos Iskander-m, mais de 2.300 tanques modernos, aproximadamente 2.000 sistemas autopropulsionados de artilharia e armas, e mais de 17.000 veículos militares. Estes são os números do maciço programa de rearmamento anunciado pelo primeiro-ministro russo Vladimir Putin em um artigo publicado em 20 de fevereiro pelo jornal estatal Rossiyskaya Gazeta.

O artigo, intitulado “Ser Forte é uma Garantia da Segurança Nacional da Rússia,” mostra a determinação de Putin de conservar o poder de intimidação da Rússia que enfrenta os planos dos Estados Unidos apontadas à realização da primazia nuclear. Desde o colapso da União Soviética, a disparidade entre o arsenal da Rússia declinando e os EUA constantemente melhorando seus sistemas, está aumentando de fato ao ponto de fazer a idade da aproximação MAD chegar ao fim. No entanto, a dissuasão nuclear dos russos é ainda formidável, como Moscou pode contar em mais de 2.000 ogivas estratégicas operacionais implantadas ao longo do território inteiro da federação e os mares lavrados pelos submarinos da Marinha Russa. Mas o que é mais, em caso de crise nuclear, a Rússia ainda pode contar com várias bases ultra secretas herdadas pela União Soviética, e não só.

Garagem no interior do Bunker de Kosvinsk, Russia. foto: http://www.jamescarner.com


O sistema de controle e comando nacional da Rússia é disperso em diferentes posições subterrâneas fortificadas. Segundo as fontes dos Estados Unidos, duas das bases secretas principais são localizadas nas Montanhas de Ural, onde termina a Rússia convencionalmente européia e começa a enorme Sibéria. O primeiro é o complexo da Montanha Yamantau. Localizado perto da cidade fechada de Mezhgorye, na República de Bashkortostan, este sítio não está longe da instalação do principal laboratório de armas nucleares da Rússia, Chelyabinsk-70. Os analistas militares suspeitam que 400 quilômetros quadrados no subsolo de Yamantau abrigam sítios de armazenamento de mísseis, complexos de ogivas nucleares, lançamento, controle e várias fábricas para um golpe completo de armas nucleares projetadas para continuar a produção depois de iniciada uma hipotética guerra nuclear.

Imagem de satélite oficial do 'bunker’ de Dia do Juízo Final de 2012 no Mt. Yamantau.

A base segunda base secreta nos Urais é um centro de controle e comando subterrâneo situado na Montanha Kosvinsky, cerca de 850 quilômetros a leste de Moscou. O local abriga as Forças Estratégicas de Foguetes da Rússia como posto de comando alternativo, um posto de comando subterrâneo profundo para o pessoal em geral construído para compensar a vulnerabilidade dos postos mais antigos de comando na região de Moscou. A instalação foi concluída no início de 1996, foi projetado para resistir às ogivas ‘terra-penetrante’ americanas, e é a versão russa do Complexo americano na Montanha Cheyenne.

Kosvinsk, com a montanha ao fundo.

Montanha Kosvinsk.

Além da montanha Yamantau e o complexo subterrâneo na Montanha Kosvinsky, a Rússia ainda pode contar com o bunker Sherapovo, ao sul de Moscou. Inicialmente construído em 1950, era o centro de comando primário para a liderança soviética. O Kremlin está ligado ao bunker Sherapovo e outros bunkers por uma linha de metrô secreta. Segundo um relatório de Pentágono de 1988, uma vez em Sherapovo, os líderes soviéticos podem conduzir uma guerra nuclear enviando ordens e recebendo relatórios por um sistema de comunicações altamente redundante. O pessoal geral de Rússia tem uma instalação semelhante a aproximadamente 20 quilômetros de distância de Sherapovo, conhecido como Chekhov. Ambos os sítios podem acomodar aproximadamente 30,000 pessoas cada um.

Sistema secreto do trem subterrâneo de alta velocidade que une Moscou a Mt. Yamantau.

Embora a Rússia tenha tentado manter sigilo sobre suas bases subterrâneas, as informações sobre esses locais têm circulado de qualquer maneira. De acordo com um relatório da CIA, “o posto de comando em Kosvinsky parece fornecer os russos com os meios de retaliação contra um ataque nuclear.” A construção das instalações tem realmente ajudado Moscou a contrabalançear o declínio de suas forças nucleares após o final do Guerra Fria e o colapso da União Soviética. Neste sentido, a própria existência das principais bases secretas no território da Federação Russa é o melhor meio de dissuasão contra qualquer intenção de primeiro ataque, e, assim, uma garantia para a paz mundial.

fonte: http://windowonheartland.blogspot.com/2012/02/russias-top-secret-bases.html

fotos: http://survive2012doomsday.com