Efeito contrário das sanções Ocidentais: Economia da Rússia dá mais uma volta vitoriosa.


As receitas do orçamento federal da Rússia estão agora diversificadas. Graças a Washington.

Honestamente acho que é hora de Moscow agradecer a Washington por seu “regime de sanções”.

O primeiro-ministro Dmitry Medvedev se reuniu (17/04) para discutir com Putin um relatório econômico que será apresentado na Duma do Estado na quarta-feira – e apesar dos esforços Valiant do Ocidente, as perspectivas econômicas para a Rússia parecem extremamente promissoras.

É oficial: as sanções ocidentais têm permitido a Rússia diversificar e reforçar a sua economia. Obrigado, rapazes:

Leia também: A recessão global está chegando em breve: Eurásia pode encontrar uma maneira de se livrar do dólar.

Um aspecto positivo da nossa receita no ano passado, que não é primária, a receita não petrolífera contabilizou quase dois terços, ou mais precisamente 64 por cento do total da receita. Isto significa que a estrutura da nossa economia está mudando. Claro, isso está ligado à flutuação dos preços do petróleo. Eles estiveram este ano ligeiramente em crescimento, e a estrutura econômica está mudando um pouco, mas a direção geral é clara: as receitas não primárias estão crescendo, e receitas primárias estão diminuindo. Precisamos manter este curso.

Sabemos que John McCain gosta de latir sobre como a Rússia é um “posto de gasolina gigante.” Não era verdade, então agora certamente não é. O setor de petróleo e gás responde por cerca de 16% do PIB da Rússia e antes de Washington implementar suas engenhosas sanções, 52% das receitas do orçamento federal.

Esse percentual caiu quase pela metade.

Sim, graças a uma cotovelada muito necessária pelo Ocidente, as coisas têm… mudado.

Outros desenvolvimentos:

  1. “Um resultado importante, em particular, o crescimento da produção industrial foi 1,3 por cento. Isso mostra que a nossa indústria está se recuperando novamente, embora este seja um crescimento médio.”

  2. “A indústria farmacêutica, por exemplo, tem crescido quase 24 por cento. Isto é muito importante porque a nossa indústria farmacêutica auxilia no desenvolvimento da produção de medicamentos modernos, incluindo aqueles classificados como vitais e mais importantes. Cerca de 70 por cento dos medicamentos vitais são produzidos na Rússia agora. Eles são mais baratos, pois não são comprados com moeda estrangeira, e este crescimento da indústria cria ambiente positivo para o desenvolvimento geral”.

  3. “Vemos uma imagem igualmente positiva na agricultura, que registou um crescimento de 5 por cento no ano passado. Acho que este é o resultado consolidado dos esforços das autoridades feito ao longo destes últimos 15 anos. A indústria agrícola sofreu uma transformação radical ao longo deste tempo. Agora todo o país pode ser alimentado e tem um tremendo potencial de exportação. O investimento moderno está impulsionando esse crescimento. Mais importante, nós vemos aqui como o crescimento em uma área beneficia o desenvolvimento em outros setores. Estimulado pelo crescimento na agricultura, a fabricação de máquinas agrícolas também está em desenvolvimento. A produção de máquinas agrícolas, colheitadeiras e tratores cresceu 60 por cento “.

  4. “O desemprego permanece dentro dos limites gerenciáveis. Ficou em 5,5 por cento no ano passado. Este ano, esperamos que fique em torno de 5 por cento da população economicamente ativa”. (Compare com os 10% ou mais da taxa de desemprego da Europa.)

  5. “A inflação, como se sabe, também vem diminuindo. Esteve em 5 por cento ao ano, e esta é uma taxa baixa sem precedentes na história recente da Rússia”

Obrigado mais uma vez, Washington.

Leia também: A Rússia triunfou oficialmente sobre a tentativa dos EUA de afundar sua economia.

Leia também: A recuperação da indústria militar russa é eficaz à modernização da economia.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Russia-Insider.com

Quer compartilhar com um amigo? Copie e cole link da página no whattsapp
http://wp.me/p26CfT-4Nc

VISITE A PÁGINA INICIAL | VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA